Post Top Ad

{Resenha} Dois Garotos Se Beijando - David Levithan



Sabe aquele livro que o mundo inteiro devia ler? Bem, esse é Dois Garotos Se Beijando!


Editora: Galera Record
Publicação: 2015
Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer. 





O livro conta 4 histórias diferentes ao mesmo tempo, algumas se cruzam no decorrer da história, Todos os 7 personagens da trama são gays, o autor retrata diferentes conflitos interno, temos Peter e Neil, que estão juntos há um ano, mas Neil ainda tem de enfrentar sua família, que apesar de saber que ele é gay e namora, finge que como se nada disso tivesse acontecendo; Cooper, um garoto que passa as noites na internet em salas de bate papos com homens de todas as idades, mas os pais descobrem seu segredo e com medo ele foge de casa; Ryan e Avery, que se conhecem num baile gay, os dois logo chamam a atenção um do outro por seus cabelos coloridos, Avery é trans, nasceu um menino no corpo de menina, e tem medo de Ryan não querer ficar com ele por ser assim; e Harry e Craig, que são ex-namorados, mas agora se juntam para tentar bater o recorde mundial de beijo mais longo. São eles os "dois garotos se beijando", título do livro.


O livro é narrado por espíritos de homens homossexuais que morreram em decorrência da AIDS no século passado. Eles mostram em seus pontos de vista como é ser um adolescente gay nos dias de hoje, refletindo sobre o preconceito e as vezes comparando com seus relatos pessoais e/ou de amigos.
Outro ponto legal do livro é que ele não possui capítulos, ele é dividido conforme muda os 

personagens.
Meu cabelo pode ser rosa porque sou garoto. Seu cabelo pode ser azul porque você é garota. Se você se livrar de toda a merda idiota e arbitrária com a qual a sociedade controla a gente, vai se sentir mais livre, e, se você se sentir mais livre, vai se sentir mais feliz.

A interação dos narradores e o leitor é maravilhosa, o livro faz você roer as unhas e deixa aquela vontade de poder ajudar os personagens, cada um tem seu desafio, e eles buscam superar-los.
Todas as 4 histórias te tocam de uma maneira, cada uma reflete um pouco da vida de milhares de pessoas.



Este é o poder de um beijo: Ele não tem o poder de matar você. Mas tem o poder de trazer você à vida.

Levithan mais um vez me deixou sem palavras, o livro retrata a mais pura realidade das pessoas que são gays, lésbicas, transgêneras e todos os outros que sofrem preconceito por ser LGBT's. Um dos objetivos do livro é provar que gostar do mesmo sexo ainda é um grande tabu a ser quebrado. Que muitas vezes, pessoas que sofrem com isso acabam se suicidando, por não aguentar mais ser criticado, punido, por ser quem ela realmente é. Frequentemente vemos noticias de pessoas sendo espancadas, maltratadas, pela ódio e preconceito e isso é extremamente triste, principalmente pra mim, que sou parte de tudo isso. Espero que um dia isso tudo seja apenas um borrão no passado, e que as pessoas respeitem a opinião das outros e deixem elas serem felizes do jeito que elas achem certo, bem pois amor é amor e amor é um sentimento lindo.


2 comentários:

  1. Oi Dudu
    Demorei, mas não esqueci.
    Cara concordo com você. Todo mundo deveria ler esse livro. Foi o primeiro livro do Levithan que pos Todo Dia, eu realmente gostei. Ele e muito reflexivo, tem umas passagens fortes pra caramba e uns quotes lindos. Eu adorei, apesar de não ter favoritado. Mas mesmo assim recomendo demais a leitura.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Dudu
    Demorei, mas não esqueci.
    Cara concordo com você. Todo mundo deveria ler esse livro. Foi o primeiro livro do Levithan que pos Todo Dia, eu realmente gostei. Ele e muito reflexivo, tem umas passagens fortes pra caramba e uns quotes lindos. Eu adorei, apesar de não ter favoritado. Mas mesmo assim recomendo demais a leitura.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Instagram