Post Top Ad

31 agosto

{RESENHA} Segredos de uma noite de verão - Lisa Kleypas

by , in
Oi, oi pessoas! 
Eu tento largar os romances de época, mas os romances de época não me largam haha.
Segredos de Uma Noite de Verão

Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Ano: 2015
Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar. Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle...
Annabelle Peyton é uma linda jovem que chama atenção por onde passa, mas por causa do momento difícil da família e a falta de dote, ela já chegando na idade da "solteirice" ainda não levantou das poltronas dos bailes para dançar. 

Em um dos bailes da sua última temporada, ela conhece três moças que assim como ela, não conseguiram preencher os leques com os nomes dos rapazes com quem dançariam. Então depois que percebem que ficarem juntas é melhor do que sozinhas, elas dão inicio a um plano para arrumarem um marido. Cada uma delas receberá ajuda das outras e assim o objetivo é que todas se casem, começando por Anabelle que é a mais velha. 

Enquanto pesquisam a fundo os solteiros da nobreza, Anabelle vem recebendo constantemente investidas de Simon Hunt, lindo e incrivelmente rico, porém de açougueiro então não faz parte da nobreza. Não que ele se importe. É um homem muito confiante, sincero e não cavalheiro, considerado por vezes até arrogante.

E mesmo negando os esforços do rapaz, para torná-la sua amante, ela não consegue negar que existe uma atração entre eles. Agora ela tem que decidir o que fazer, e logo, porque na situação que sua família se encontra, logo até seu irmão terá que largar os estudos.



Narrado em terceira pessoa, temos a visão perfeita dos dois personagens principais e dos dilemas que eles enfrentam na vida. Muito gostosa, fluída e com uma ótima tradução, consegui seguir a leitura sem precisar parar para descansar. 

Os personagens são bem estruturados e possuem grandes personalidades que são importantes no decorrer da história. 
Anabelle não é uma personagem cativante, mesmo afirmando ter uma personalidade forte, não consegui sentir isso, na verdade o que eu senti foi que uma garota que precisa extremamente de ajuda, tem a oportunidade na sua frente, mas está preocupada demais com o que os outros pensarão ao seu respeito, mesmos e ela fizer as coisas do jeito certo. Mas não pode-se negar que ela possui um caráter inestimável e ele é muito importante. 
Simon mesmo considerado arrogantes por muitos, me deixou surpresa. Preocupado com seus funcionários, sincero e muito digno. Ele não se envergonha do que é, e nem de suas origens. Apesar de seu jeito "machão", ele sabe ser paciente, carinhoso e protetor quando é preciso. 

"- Você... Você não deveria me olhar desse jeito.

Cortesmente, ele sussurrou em resposta:
- Com você aqui, não consigo olhar para mais nada."

As amigas de Anabelle também receberam atenção e nesse livro já conhecemos e nos apegamos naquelas que gostamos mais. 

"Precisamos fazer um pacto para ajudar umas às outras a encontrar um marido. Se os homens não vierem atrás de nós, iremos atrás deles. O processo se mostrará muito mais eficaz se juntarmos forças, em vez de avançar individualmente."

A autora abre brechas para os outros livros e já nos mostra o caminho que alguns personagens levarão. O que me deixou intrigada e curiosa para saber como ela fará isso. 

Assim como no Quarteto de Noivas, a amizade que está em volta dessa história com certeza foi uma das coisas que mais me prendeu. É engraçado e bonito ver que quando menos esperamos, algumas pessoas surgem e mudam nossas vidas. 
"Mas, se formos fazer um pacto, não deveríamos assinar com sangue ou algo assim? — Por Deus, não! — Exclamou Lillian —. Acredito que todas podemos, expressar nosso acordo sem necessidade de nos abrir as veias nem nada parecido."

Essa foi uma leitura rápida e gostosa como os romances de época são. Não foi o melhor que eu li, mas não deixa de ser bom. Acredito que irei gostar mais dos próximos livros, porque as personagens principais parecem mais interessantes. 
Indico o livro para quem gosta de romance de época, e deseja ter uma história simples e bonita. 

"Você é muito importante para mim, não posso arriscar sua segurança de forma alguma."


28 agosto

{TEXTUALIZANDO} Meu New Adult de todos os dias

by , in
Oi, oi pessoas! 
Hoje eu vou falar de um gênero que ganhou bastante atenção e que está aquecendo o coração de alguns leitores. 

Muitos julgam, alguns não sabem o que é, mas o New Adult (NA para os íntimos) é famoso desde que virou febre lá em 2012.

Para quem não sabe, NA no universo literário são aqueles livros criados para um público que está entre os 18 e 20 e poucos anos, onde os personagens deles estão também dentro dessa faixa etária, mas é claro que muitas pessoas fora dessa idade também leem. 
Abordando temas mais maduros, relacionados ao mundo “adulto” , as histórias estão cheias primeiras experiências. Primeiro dia na faculdade, primeiro emprego, primeiro apartamento, primeiro relacionamento, primeira relação sexual. Tudo que é ligado a fase adulta é uma hora ou hora encaixado no livro. 
E os personagens são cheios de expectativas, sonhos, dramas e confusões. Não existe um vilão. Os personagens estão constantemente lutando contra eles mesmos (ou alguma Vaca que queira o mesmo boy). 
Os Meninas Malvadas da Faculdade, fazem com que você crie muitas expectativas sobre o que vai viver quando chegar na idade dos personagens (ainda estou aguardando). Os dramas por causa de notas, os amores, a insegurança de morar sozinho.

Eu amo ler NA, normalmente são aqueles livros que foram escritos para curar qualquer ressaca literária (menos é claro se ele for da Abbi). 
Com a ajuda da minha friend Sharon lá do Guilda dos Leitores escolhi alguns títulos para vocês. Então segue a listinha: 


Carina Rissi
  • No Mundo da Luna
  • Perdida
  • Encontrada

Abbi Glines
  • Paixão Sem Limites
  • Tentação Sem Limites
  • Amor Sem Limites
  • Rush Sem Limites
  • Estranha Perfeição
  • Simples Perfeição

Jamie MacGuire
  • Belo Desastre
  • Desastre Iminente
  • Bela Distração
  • Bela Redenção
Cora Carmack
  • Perdendo-me
  • Fingindo

Esses são alguns dos NA's que amamos! E vocês? Já leram algum desses livros? Gostam do gênero? 

Até o próximo post!
21 agosto

{Top Filmes} Mais Tristes do Cinema

by , in
Hello, people!
Quem nunca saiu do cinema ou de uma sessão pipoca completamente abalado por culpa de um filme extremamente sentimental? Há pessoas (eu, por exemplo) que chegam a soluçar de tanto chorar e acham que sua vida acabou depois daquele longa. A coisa consegue ficar ainda pior se você está num sábado à noite em casa e suas únicas companhias são uma coberta e aquele pote de sorvete todinho pra você. 
Se a carapuça serviu, meu caro leitor, e você percebeu que se encaixa perfeitamente na situação descrita acima, deixe a caixinha de lenços a postos, porque vai precisar. 
19 agosto

{Top Filmes} Mais tristes do cinema

by , in
Hello, people!
Quem nunca saiu do cinema ou de uma sessão pipoca completamente abalado por culpa de um filme extremamente sentimental? Há pessoas (eu, por exemplo) que chegam a soluçar de tanto chorar e acham que sua vida acabou depois daquele longa.  A coisa consegue ficar ainda pior se você está num sábado à noite em casa e suas únicas companhias são uma coberta e aquele pote de sorvete todinho pra você.
Se a carapuça serviu, meu caro leitor, e você percebeu que se encaixa perfeitamente na situação descrita acima, deixe a caixinha de lenços a postos, porque vai precisar.
Sem mais delongas, vamos aos filmes mais tristes da semana.
http://cdn.papodehomem.com.br/wp-content/uploads/2013/09/3662687_640px-620x413.jpg1º MENINA DE OURO
Sinopse: Frankie Dunn (Clint Eastwood) passou a vida nos ringues, tendo agenciado e treinado grandes boxeadores. Frankie costuma passar aos lutadores com quem trabalha a mesma lição que segue para sua vida: antes de tudo, se proteja. Magoado com o afastamento de sua filha, Frankie é uma pessoa fechada e que apenas se relaciona com Scrap (Morgan Freeman), seu único amigo, que cuida também de seu ginásio. Até que surge em sua vida Maggie Fitzgerald (Hilary Swank), uma jovem determinada que possui um dom ainda não lapidado para lutar boxe. Maggie quer que Frankie a treine, mas ele não aceita treinar mulheres e, além do mais, acredita que ela esteja velha demais para iniciar uma carreira no boxe. Apesar da negativa de Frankie, Maggie decide treinar diariamente no ginásio. Ela recebe o apoio de Scrap, que a encoraja a seguir adiante. Vencido pela determinação de Maggie, Frankie enfim aceita ser seu treinador.
http://alebittencourt.com/wp-content/uploads/2014/04/di%C3%A1riodeumapaix%C3%A3o1.jpg2º DIÁRIO DE UMA PAIXÃO
Sinopse: Numa clínica geriátrica, Duke, um dos internos que relativamente está bem, lê para uma interna (com um quadro mais grave) a história de Allie Hamilton (Rachel McAdams) e Noah Calhoun (Ryan Gosling), dois jovens enamorados que em 1940 se conheceram num parque de diversões. Eles foram separados pelos pais dela, que nunca aprovaram o namoro, pois Noah era um trabalhador braçal e oriundo de uma família sem recursos financeiros. Para evitar qualquer aproximação, os pais de Alie a mandam para longe. Por um ano Noah escreveu para Allie todos os dias mas não obteve resposta, pois a mãe (Joan Allen) dela interceptava as cartas de Noah para a filha. Crendo que Allie não estava mais interessada nele, Noah escreveu uma carta de despedida e tentou se conformar. Alie esperava notícias de Noah, mas após 7 anos desistiu de esperar ao conhecer um charmoso oficial, Lon Hammond Jr. (James Marsden), que serviu na 2ª Grande Guerra (assim como Noah) e pertencia a uma família muito rica. Ele pede a mão de Allie, que aceita, mas o destino a faria se reencontrar com Noah. Como seu amor por ele ainda existia e era recíproco, ela precisa escolher entre o noivo e seu primeiro amor.
http://ic.pics.livejournal.com/lj_magazine/70300696/190363/190363_original.jpgTrailer: https://www.youtube.com/watch?v=_m_6gawr2OE
3º MARLEY E EU
Sinopse: John (Owen Wilson) e Jennifer Grogan (Jennifer Aniston) casaram-se recentemente e decidiram começar nova vida em West Palm Beach, na Flórida. Lá, eles trabalham em jornais concorrentes, compram um imóvel e enfrentam os desafios de uma vida de casal. Indeciso sobre sua capacidade em ser pai, John busca o conselho de seu colega Sebastian (Eric Dane), que sugere que compre um cachorro para a esposa. John aceita a sugestão e adota Marley, um labrador de 5 kg que logo se transforma em um grande cachorro de 45 kg, o que torna a casa deles um caos.
4º SEMPRE AO SEU LADO
Sinopse: Parker Wilson (Richard Gere) é um professor universitário que, ao retornar do trabalho, encontra na estação de trem um filhote de cachorro da raça akita, conhecido por sua lealdade. Sem ter como deixá-lo na estação, Parker o leva para casa mesmo sabendo que Cate (Joan Allen), sua esposa, é contra a presença de um cachorro. Aos poucos Parker se afeiçoa ao filhote, que tem o nome Hachi escrito na coleira, em japonês. Cate cede e aceita sua permanência. Hachi cresce e passa a acompanhar Parker até a estação de trem, retornando ao local no horário em que o professor está de volta. Até que um acontecimento inesperado altera sua vida.

http://globoesporte.globo.com/platb/files/165/2014/11/esperade1milagre.jpg
5º A ESPERA DE UM MILAGRE
Sinopse: 1935, no corredor da morte de uma prisão sulista. Paul Edgecomb (Tom Hanks) é o chefe de guarda da prisão, que temJohn Coffey (Michael Clarke Duncan) como um de seus prisioneiros. Aos poucos, desenvolve-se entre eles uma relação incomum, baseada na descoberta de que o prisioneiro possui um dom mágico que é, ao mesmo tempo, misterioso e milagroso.
http://melhorangulo.com/wp-content/uploads/2012/04/017.jpg6º A ÚLTIMA MÚSICA
Sinopse: "Ronnie" Miller (Miley Cyrus) tem 17 anos, é filha de pais divorciados e seu pai (Greg Kinnear) mora longe de Nova York, numa cidade praiana. Após três anos de separação, ela ainda sente raiva por tudo o que aconteceu até o dia em que sua mãe (Kelly Preston) decide enviá-la para passar o verão com ele. Uma vez lá, depois de conhecer novas pessoas e paixões, ela encontra alguém que, além de bom músico e professor, é, acima de tudo, um verdadeiro pai.


http://4.bp.blogspot.com/-sBLp8XMSoo8/UEV6XYtpfKI/AAAAAAAAAkw/Nyl3emnssXs/s1600/Ponte+para+Terab%C3%ADtia++Net7Art.jpg7º PONTE PARA TERABÍTIA
Sinopse: Jess Aarons (Josh Hutcherson) sente-se um estranho na escola e até mesmo em sua família. Durante todo o verão ele treinou para ser o garoto mais rápido da escola, mas seus planos são ameaçados por Leslie Burke (AnnaSophia Robb), que vence uma corrida que deveria ser apenas para garotos. Logo Jess e Leslie tornam-se grandes amigos e, juntos, criam o reino secreto de Terabítia, um lugar mágico onde apenas é possível chegar se pendurando em uma velha corda, que fica sobre um riacho perto de suas casas. Lá eles lutam contra Dark Master (Matt Gibbons) e suas criaturas, além de conspirar contra as brincadeiras de mau gosto que são feitas na escola.
http://3.bp.blogspot.com/-WUVOs3TKH4E/U5dkUhVR3UI/AAAAAAAAAG4/CoXZEECU_Cg/s1600/1.jpg
8º O HOMEM BICENTENÁRIO
Sinopse:
Em 2005, uma família americana compra um novo utensílio doméstico: o robô chamado Andrew (Robin Williams), para realizar tarefas domésticas simples. Entretanto, aos poucos o robô vai apresentando traços característicos do ser humano, como curiosidade, inteligência e personalidade própria. É o início da saga de Andrew em busca de liberdade e de se tornar, na medida do possível, humano. 
http://i.imgur.com/8E3CUQG.jpg9º FORREST GUMP
Sinopse: Quarenta anos da história dos Estados Unidos, vistos pelos olhos de Forrest Gump (Tom Hanks), um rapaz com QI abaixo da média e boas intenções. Por obra do acaso, ele consegue participar de momentos cruciais, como a Guerra do Vietnã e Watergate, mas continua pensando no seu amor de infância, Jenny Curran.
http://www.blogviverfeliz.com.br/wp-content/uploads/2015/06/A-teoria-de-tudo-I1.jpg
10º A TEORIA DE TUDO
Sinopse: A cinebiografia conta a história do físico Stephen Hawking (Eddie Redmayne). A trama explora a sua vida como estudante da Universidade de Cambridge, onde conheceu sua futura esposa, Jane (Felicity Jones). Foi nessa fase em que ele começou a ter os primeiros sintomas da esclerose lateral amiotrófica (ELA), que lhe tirou os movimentos do corpo e a fala.






As sinopses foram retiradas dos sites cinema10.com.br e adorocinema.com

 

E aí, gente, vocês já desidrataram de tanto chorar assistindo algum desses filmes? E para o próximo Top Filmes, quero saber a opinião de vocês: Qual filme marcou sua infância?
Espero que tenham gostado da lista dessa semana e não me xinguem por eu ter esquecido de um filme terrivelmente triste, mas é muita emoção para um post só! Haha.

XOXO


                                                   
11 agosto

{Textualizando} Sombra de um Anjo 2° Edição, Caçadores de Almas e Bienal

by , in
Oi, oi pessoas! 
Muitos de vocês devem conhecer a autora Ana Beatriz que fez sucesso com Sombra de um Anjo. Eu fui parceira dela na primeira edição do livro e dei uma pequena contribuída na segunda, então hoje eu vim falar com vocês um pouquinho sobre isso. 

A volta do nacional dos Anjos Caídos  deixou os fãs de corações aquecidos e muito curiosos, porque o final que surpreendeu a tantos, ganhou uma forma nova e o que parecia impossível aconteceu: Ficou melhor!
 Mais bonito, elegante e maior! O irmão mais novo chegou para ganhar um espaço privilegiado nas estantes.
E sabe quem contribuiu com tudo isso? Nós mesmoooooo <3 O Toca dos Livros e eu  estamos na parte de trás do livro com um comentário sobre a história. Tenho surtos sempre que vejo o livro e gosto de mostrar para todos que vem aqui em casa. E sabem o que é mais legal? Que essa história que eu gosto e admiro tanto, tem um pedacinho de mim, de nós. 
Mais uma vez quero reforçar que além de ser uma incrível história de fantasia e romance, o livro passa uma mensagem incrível de que todos nós temos dois lados. O bom e o ruim, nós que escolhemos qual seguir e assim temos que viver com as consequências dessas escolhas. 
"Tudo isso é um milagre, Gabriel. Você nunca se perguntou por que eu amo tanto a vida? A vida em si é um milagre. Tanto a humana como a animal, a vegetal, todo o tipo de vida, mas o maior milagre de todos eu acho que é o amor. Ele rompe barreiras. Para ele não há distância nem obstáculo intransponível... O amor é o amor, a coisa mais incrível feita por Deus. O maior de todos os seus milagres. O sentimento mais forte de todos." 
Além de Sombra de um Anjo, a autora que iniciou aos 14 anos lançou um segundo livro que é o Caçadores de Almas que já é sucesso e possui muitos leitores fascinados. Assim que eu lê-lo, faço questão de resenhá-lo aqui. 
A Ana estará na Bienal do Rio de Janeiro esse ano no estande da Novo Século em todos os dias! Então para vocês que irão lá, não deixem de dar uma passadinha e conferir. 

Quero agradecer a Ana pelo convite de participar da segunda edição do Sombra, e também aproveitar e desejar todo sucesso do mundo, porque você merece!  




06 agosto

{Resenha} Eu Sou O Mensageiro - Markus Zusak

by , in



Editora: Intrínseca

Páginas: 320
Ano: 2007
Conheça Ed Kennedy: taxista, patético jogador de cartas, um desastre no amor. Mora numa casinha alugada com seu cachorro viciado em café e está apaixonado pela melhor amiga. Seu dia-a-dia é uma rotina de incompetência, até que, sem querer, impede o assalto a um banco. Então recebe a primeira carta: um Ás. É quando Ed se torna o mensageiro...Escolhido para socorrer, ele segue seu caminho na cidade ajudando e – machucando (quando necessário) – até que resta apenas uma questão: Quem está por trás de sua missão?Eu sou o mensageiro é uma jornada enigmática repleta de humor, socos e amor.
Ed Kennedy. Um perdedor. É o que fica claro na primeira página. Mas outra coisa também fica clara na primeira página: isso está prestes a mudar.

Ele tem 19 anos, mora sozinho, e tem um cachorro viciado em café. Ele vive sua vida trabalhando como taxista, jogando cartas com os amigos e sendo, na melhor das palavras, um inútil. O problema com Ed é maior do que possuir  quase nenhuma ambição, o pior é ele se enxergar totalmente inútil e achar que isso tá tudo bem. A imagem que ele nos leva a criar é pior do que sua realidade, já bastante ruim. Mas tudo muda quando, depois de impedir um assalto, ele recebe uma carta de baralho com 3 endereços. O objetivo é fazer algo que mude, mesmo que um pouquinho, a vida da pessoa cujo o endereço da carta se refere.

Ed tem três melhores amigos. Marv, é um mão de vaca declarado que dá muita importância pra coisas como jogos de cartas e partidas de futebol no verão. Ritchie é um sujeito ainda mais sem rumo que Ed, que é extremamente relaxado com tudo na vida. E por fim, Audrey. Sua melhor amiga por quem ele é perdidamente apaixonado, mas que não quer nada com ele pra não estragar a amizade que eles possuem.

Também conhecemos sua mãe. Uma senhora de boca suja que passa a maior parte dos diálogos entre eles mal humorada, e que trata o Ed de uma forma inferior com relação aos outros irmãos. E, claro. Temos Porteiro. O cachorro que o pai de Ed deixou pra ele, que fede muito, e que eu amei desde a primeira página. Todos os personagens são bastante cativantes, tanto os regulares quanto os irregulares.  E todos eles acabam mostrando algo.

Aos olhos de Ed conhecemos pessoas, vidas extremamente banais, mas que importam muito. Você percebe que toda vida provavelmente importa assim, mas estamos ocupados demais pra nos importarmos. À cada nova carta, aumenta a curiosidade sobre o que deve ser feito na vida dessa pessoa, e sobre de que modo a vida dela vai prosseguir. Vemos um lado de Ed realmente lindo, e enquanto ele está descobrindo a si mesmo, vemos a imagem que construímos dele mudar, sem que percebamos.

Markus Zusak já havia me conquistado totalmente com A Menina que Roubava Livros, e também com A garota que eu quero. São livros que amo e, já esperava o mesmo desse. Mas ainda assim, me surpreendi. Zusak consegue tocar seus sentimentos e mexer com seu pensamento totalmente, com uma história super envolvente e instigante, e ao mesmo tempo evocando sensações intensas. Eu me arrepiei em certas parte.

O final é magnífico e temos revelações fantásticas. Tenho certeza que você vai ficar com a história do Ed na cabeça, quando acabar.  E vai sentir um pouco do que ele sente à cada carta. E talvez, quando estiver andando por aí, você pare e comece a imaginar como é a vida das pessoas que passam por você na rua. Sinto que é o que vai acontecer comigo.
“Ás vezes as pessoas são bonitas. Não pela aparência física, pelo que dizem. Só pelo que são.”“” – Ed? Só tem uma coisa que eu quero.- O que é? – Sua resposta é simples:- Querer.”
Nota: Quando eu terminei o livro, meio que tive uma trilha sonora de encerramento na minha cabeça. A música foi : Ghosts and Creatures - Telekinesis


04 agosto

{Resenha} A Playlist de Hayden - Michelle Falkoff

by , in
Oi, oi pessoas!
Seguindo o ritmo melancólico da última resenha que postei aqui no blog, hoje eu trago A Playlist de Hayden. Um livro triste e necessário na vida de muitas pessoas. 


Editora: Novo Conceito
283 páginas 
Ano: 2015

Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente
Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.
A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil
Hyden e Sam nunca tiveram amigos, era apenas os dois desde sempre. ELes eram melhores amigos há anos, mas com o início da fase adulta eles começaram a passar por alguns momentos difíceis. A companhia de um não era suficiente para o outro, e até então o que era certo e bom, já não era o suficiente.  

Eles pensavam de maneiras distintas. Enquanto Sam achava normal e não via nada grave nisso, Hayden afundou. Definitivamente ficou na pior, sem seu amigo e com uma família muito rígida.

É após uma briga entre os dois numa festa que Hayden se suicida. Deixando Sam para trás, vivo, sozinho e confuso. Mas com um bilhete junto de um ipod e nele dizia “Ouça, você vai entender.”
Desnorteado ele começa a ouvir a playlist que seu amigo morto deixou. Buscando respostas e tentando compreender o que aconteceu.


E é quando ele conhece Astrid, uma garota que se diz amiga de Hayden é que ele percebe que não conhecia tão bem seu melhor amigo como imaginava. E esse é só o início de todo o mistério. 

A história é narrada em primeira pessoa pela visão de Sam, e com isso conseguimos sentir todo sofrimento e melancolia do garoto pela perda seu amigo. Ele não sabe o que levou Hayden a fazer aquilo, mas está determinado a descobrir. Eu me senti muito Sam em vários momentos da história.

Ele é um personagem inteligente e encantador, que não merece sofrer tanto quanto sofre. Eu realmente fiquei muito triste por ele e com ele.
A leitura é muito fluida, a narrativa e o drama me fizeram engolir o livro. Quanto mais perto Sam vai chegando das respostas que procura, e conhecendo mais sobre seu melhor amigo a história vai ficando melhor.

Esse mês eu li Eu Estive Aqui, que é um livro com uma premissa parecida com o da Playlist, mas diferente de lá, nesse livro eu consegui sentir tudo que o Sam passou. É um livro completamente sentimental.

Uma das coisas mais interessantes é que o livro é marcado por bandas, músicas e cantores. Ramones, Metallica, Skylar Grey e muitos outros preenchem o vazio de felicidade com suas músicas. Cada capítulo inicia com uma música diferente.

Não é uma promessa de final feliz, longe disso. O objetivo da autora é retratar o bullying e o preconceito e suas conseqüências, porque o que aconteceu com Hayden não atingiu apenas ele. E precisamos abrir os olhos, precaver tais atitudes de algumas pessoas e também alertar alguns pais. Parem de tentar estereotipar seus filhos!
A culpa não vai embora tão cedo, e é com ela que muitos personagens que aparecem durante o livro terão que conviver.

Essa é uma leitura forte, pesada, bonita e totalmente recomendável! 

01 agosto

{Resenha} Eu estive aqui - Gayle Forman

by , in
Oi, oi pessoas!
A resenha de hoje é de um livro que foi lançado recentemente pela editora Arqueiro. Para os que gostaram de Se eu Ficar esse livro é mais que recomendado! 

Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Ano: 2015
Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.

Meg e Cody eram muito amigas, as melhores. Era isso que Cody achava, mas quando Meg se suicida em um quarto de hotel com um veneno articulado, ela não sabe o que pensar. Ela nunca soube que isso se quer passava pela cabeça de sua amiga, que sempre foi feliz, carismática e rodeada de pessoas que a amavam. 

Quando os pais de Meg pedem ajuda a Cody para tirar as coisas dela de seu quarto de uma “república” em que ela ficava, é que ela percebe que as pessoas que conviviam com ela ali não conheciam Meg e que ela também não a conhecia. 

As pessoas, as coisas, os animais. Ela não sabia de nada. E então ela se questiona, por que não conhecia sua melhor amiga? E após encontrar um arquivo no computador da amiga resolve investigar sua morte. 

E de repente ela se vê indo mais além do que imaginava, e descobrindo coisas que ela jamais imaginaria. 


Narrado em primeira pessoa, o livro apresenta a visão de Cody sobre a história. Sua busca, drama e decepção sobre o caso da sua melhor amiga, mas não de maneira profunda. Na maior parte da história é tudo narrado de maneira bem simples, quase superficial. 

O que a autora nos mostra aqui é como as pessoas lidam com a morte quando ela vem de uma maneira tão inesperada e triste. As diferentes visões que se tem de uma mesma pessoa. 

Os personagens em geral são muito bem aproveitados, cada um deles apresenta sua visão de Meg. 

Cody é uma boa personagem principal, mesmo não sabendo lidar com os problemas algumas vezes e deixando isso completamente irritante, ela consegue chamar a atenção e é com ela que seguimos a leitura. Eu demorei a me apegar a ela, mas quando isso aconteceu não tinha jeito mais. Eu sofri e compreendi seus atos. Querendo ou não, temos que compreender seus surtos. Sua melhor amiga se matou, ela não conhecia sua melhor amiga. 


“– Você nunca conhece as pessoas de verdade, não é? – comenta ele.Não. Não conhece."


O romance do livro não é inovador, mas também não é o foco principal do livro. Você consegue ligar os pontos com facilidade, mas até que eu gostei do casal. Foi um bônus, porque a história em si não precisa de romance. 

O final do livro é muito bom. É o ápice, o que faz você olhar pro tempo e pensar “nossa, valeu a pena”. A autora explica tudo que até então havia ficado com lacunas.

E mais uma vez a reflexão sobre a internet surge. Até quando as pessoas vão propagar o ódio aqui? Será que nunca poderemos viver em paz?

"Você tinha um monte de pedras nas mãos, então resolveu limpá-las, deixá-las bonitas e fez um colar. Meg ganhou um colar de joias e se enforcou com ele." 

O objetivo da autora desde o inicio foi alertar seus leitores sobre a depressão e suicídio e como a internet muitas vezes contribui para esses acontecimentos. Ao finalizar a leitura eu possuía inúmeras reflexões e uma certeza. Mesmo de maneira vaga, Gayle sabe finalizar uma história. 



Post Top Ad

Instagram