Post Top Ad

27 fevereiro

{Resenha} A Mão de Celina - Jeremias Soares

by , in
Oi, oi pessoas!
A editora "Os Dez Melhores" é uma editora voltada ao escritor que ainda não encontrou espaço em uma grande editora.  
A Mão de Celina
Editora: Os Dez Melhores
Ano: 2014 
Páginas: 246
Nota: 5/5
A Mão de Celina - Quando perdemos uma pessoa para a morte, a perdemos para sempre.Era no que acreditava Edu depois de enterrar Celina, sua jovem esposa, vitimada por um câncer galopante. No entanto, bastou conhecer sua nova namorada, Jana, para descobrir que os mortos também podem voltar.Alguns para contar o que existe do outro lado; outros para mostrar que os caminhos da vida e da morte não somente se cruzam, como são exatamente os mesmos. Se da morte só conhecíamos o nosso próprio medo, agora chegou a hora de dar a mão para Celina, e deixar que ela nos conduza por este labirinto sombrio e íngreme que desconhecemos, que tememos, mas pelo qual somos fascinados.

   Eduardo está de luto a mais de cinco anos. Após a morte de sua amada Celina sua vida perdeu todo o sentido. 
   Ele não compreendia porque logo sua menina doce e gentil teve que passar por isso e ir embora assim. 
   Após tentar fazer uma loucura, teve sua vida salva por Janaína, ou melhor, um beijo de Janaina. Uma linda garota com gostos peculiares. Cabelos roxos, piercings, roupas diferentes. E foi ela que lhe ajudou a escapar da melancolia que o acompanhava a anos. 
   Edu resolve voltar a viver. Passado guardado, trabalho, amigos e alguém especial. 
 É assim que começamos a acompanhar a vida de Edu e sua nova paixão. Misteriosa, fechada. O que sera que ela esconde? O que Celina acharia disso? 

   Essa é uma história de suspense sobrenatural.  Acho que podemos classificá-la assim. 
   O livro é divido em três partes, em duas delas podemos conhecer a história de Celina e Jana. E na outra seguimos a história em tempo real. E foi isso que tornou a leitura tão fácil e gostosa. 
"O mundo dos vivos e dos mortos é o mesmo mundo."
   A forma como os personagens nos são apresentados não nos permite formar opiniões sobre eles até o final do livro, porque a história muda o tempo todo. 
   Jana começa sendo aquela garota incrível que você quer ser igual, com o passar do livro fica muito dramática e torna pouca coisa em algo enorme. 
   Celina é o que Edu nos apresenta. E o Edu é um cara bem legal e real, não é nenhum tipo de super homem que você bate o olho e se apaixona. Tudo acontece com calma, no tempo certo.
"Quando o primeiro beijo surgiu, experimentei o instante mais delicioso da minha vida."
   As aparições de Celina são incríveis! O livro não da medo, mas é instigante. A namorada que morreu aparece para o namorado que agora tem outra namorada. 
   Mesmo querendo outra coisa, o final foi maravilhoso (eu chorei, amigos). Eu gostei da forma como o autor conseguiu finalizar a história de uma maneira que nada ficou aberto ou sem sentido.  
   Vale a pena acompanhar esse triângulo amoroso inusitado. E mesmo parecendo um pouco obvio. Eu digo para vocês, meus queridos leitores. Vocês irão se surpreender muito durante a leitura. 
" - Sempre achamos que as coisas ruins nunca vão acontecer com as pessoas que amamos."


O autor

Foto -Jeremias Soares de Mello

Jeremias Soares nasceu na cidade de Porto Alegre em outubro de 1983, mas viveu as suas três décadas de vida em Canoas, que fica ao lado da capital. Quando criança, escrevia revistas em quadrinhos e jornais que “vendia” aos pais por simbólicos dez mil cruzeiros. Durante alguns anos da adolescência, foi redator de um site voltado para o público jovem. Criou gosto por histórias assustadoras, através de filmes e livros, já na fase adulta. Não esconde de ninguém que sua maior inspiração é o autor norte-americano Stephen King, o Rei do Terror.
Em 2014, ao lado da Editora Os Dez Melhores, publicou o seu segundo romance: A Mão de Celina.
e-mail: jeremias.soares@outlook.com
Facebook: http://www.facebook.com/jeremias.soaresdemello
Fanpage: https://www.facebook.com/jeremias.soares.escritor


Onde comprar:

Os Dez Melhores

24 fevereiro

{TBR} O Beijo das Sombras + Retirada do segundo livro

by , in
Oi, oi pessoas!
   Hoje eu vim para falar com vocês sobre o primeiro livro que eu li na TBR que foi O Beijo das Sombras. 

O Beijo das Sombras

Editora: Agir
Ano: 2010
Páginas:320
Nota: 3/5

O Beijo das Sombras - Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade. Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola. Mas isso é só o começo. Em O Beijo das Sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar? 

   O primeiro livro da série baseada em lendas romenas e balcânicas nos apresenta um universo já conhecido, mas que possui uma proposta diferente.
Existem dois tipos de vampiros, os Strigoi e os Moroi. E também os híbridos, mais conhecidos como Dhampir. É com base nesses seres que somos introduzidos na Academia de Vampiros. 
   Lissa é a princesa do clã dos Morois, mas não está muito satisfeita com a vida que vem levando na Academia, e então junto com sua amiga e guardiã Rose, ela foge.
Durante dois anos, elas conseguem se manter afastadas daqueles que procuram-nas, até que, por um descuido são levadas novamente, 
   E de volta, elas tem que não só retomar a suas atividades estudantis, mas também conviver com a hipocrisia e hierarquia que dominam  o colégio. A famosa divisão entre vampiros puros vindos de famílias reais e os que vem de famílias não reais. 
   Finalmente irão descobrir a estranha ligação que existe entre elas, e relembrar os motivos que fizeram-nas fugir. 
   Quando eu peguei esse livro na tbr, eu fiquei muito receosa, porque quando se pega o primeiro livro de uma série para ler se cria muitas expectativas. E eu tive muito medo de não gostar do livro e acabar desistindo da série inteira, e também de gostar muito dele e querer terminar toda a série de uma vez (composta por seis livros). No fim, fiquei imparcial. 
   A história que começa de uma maneira lenta e travada, vai conquistando o leitor aos poucos, com cada acontecimento e conteúdo que nos é dado. 
   Os personagens apresentados são muito diferentes uns dos outros, mesmo que tenham uma mesma base. Lissa no começo do livro é uma personagem morta que eu cheguei a considerar que existia apenas para levar a coroa do clã. 
   Rose já chega exasperada, rebelde e estupida. Muitas vezes, eu achei suas ações desnecessárias. 
   Dimitri chega para dar um "up" na história e nos ajudar a seguir com ela sem ter vontade de matar as duas personagens principais. Silencioso, superior, lindo, frio, ele é demais. 
   Amo livros sobre vampiros, desde os mais clássicos até o nosso hoje velho Edward Cullen. E quando me vi de frente com esses personagens logo fiquei animada. 
   A história que começa confusa, chata e até um pouco boba, segue em um ritmo bom de leitura que com sua narrativa em 3° pessoa consegue nos prender bem. 
   Fiquei satisfeita com o final do livro, e com certeza quero ler suas continuações. Mas não é algo que eu anseie tanto ao ponto de parar minhas leituras para isso. 
   Recomendo sim o livro. Vale a pena acompanhar a história complicada entre os Strigoi e os Moroi. 

Trailer do filme


   O segundo livro que eu tirei na tbr é bem estranho. Confesso que eu me segurei para não dar aquela trapaceadinha básica e trocar. A capa é muito feia, gente. Mas vamos lá:

instagram @tocadoslivros

   Então é isso, será que a história é melhor que a capa? Bom, espero que sim haha. Até o próximo post sobre a tbr. 

Não sabe qual é o propósito da tbr? Clique AQUI e vá para o primeiro post sobre ela. 



22 fevereiro

Promoção: Um ano de Entre Séries e Livros

by , in



"Um ano de alegrias. Um ano de descobertas. Um ano de aprendizagem. O Entre Séries e Livros está completando um ano na blogosfera, e nesse mês comemoraremos junto com vocês essa conquista! Preciso agradecer a cada blogueiro que fez desse sonho, uma realidade. Obrigado pelo apoio de todos. Obrigado pelas críticas e pelas dicas. Muito obrigado, leitores, por todo carinho e atenção!Então, nada melhor que uma promoção para agradecê-los e presenteá-los."                                                                                                                             -ES&L










Regras Principais:
  • Ter endereço de entrega em território nacional.
  • Cumprir todos os requisitos OBRIGATÓRIOS que garantem a participação.
  • Participar da promoção durante o período de inscrição, que é de 22/02/15 até 22/03/15.
  • Comentar nesta postagem com seu e-mail para facilitar sua localização, caso ganhe.
  • Responder o e-mail de contato no período de 72 horas após o sorteio. Caso não haja resposta, o kit será sorteado novamente.
Sobre o envio:

1. Os prêmios serão enviados de forma separada; cada blogueiro responsável pelo livro que cedeu. Os blogs terão um prazo de até 40 dias para ENVIAR o livro ao ganhador, começando a contar a partir do resultado da promoção.
2. Nenhum blog se responsabilizará por eventuais extravios, roubos ou perdas da transportadora.
3. Caso algum dos ganhadores forneça dados errados e o livro retorne ao remetente, não será feito um segundo envio.
4. O ganhador que descumprir alguma das regras, ou for sorteado com uma entrada não obrigatória que não tenha sido cumprida, será desclassificado.


Alerta: perfis falsos ou utilizados apenas para participar de promoções serão desqualificados.

No mais, boa sorte a todos! ;)
19 fevereiro

{Resenha} Amaldiçoado - Joe Hill

by , in
Oi, oi pessoas!
A resenha de hoje é de um livro que mudou de nome. Uai como assim? Para acompanhar a linha do filme, o livro "O Pacto" se transformou em "Amaldiçoado".

Amaldiçoado
Ano: 2015 
Páginas: 320
Editora: Arqueiro
Nota: 4/5
Amaldiçoado - Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora. Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim. Joe Hill, autor de A estrada da noite e Nosferatu, já foi aclamado como um dos principais novos nomes da ficção fantástica. Em Amaldiçoado, o sobrenatural é pano de fundo para uma história de amor e tragédia, de traição e vingança. Um livro envolvente, emocionante e cheio de suspense que nos leva a refletir: em matéria de maldade, quem é pior, o homem ou o diabo? 
  Após uma noite de farra e pecados, Ignatius acorda com chifres na cabeça. Ao se olhar no espelho ele acha que está ficando maluco, como chifres poderiam simplesmente aparecer da noite para o dia em um humano? Estaria doente? 
  O pensamento da morte não o incomodava, já não possuía motivos para viver. Perdeu quem mais amava de uma maneira assombrosa, e o pior: Era o principal suspeito. 
  Buscando ajuda para entender o que está acontecendo, ele percebe que as coisas ficam cada vez mais estranhas. Seus estranhos chifres deram poderes a Ig, ele consegue saber os piores pensamentos das pessoas só de se aproximar delas. E pode descobrir tudo sobre sua vida ao tocar nela. E ninguém está livre disso. 
  E é dessa forma que ele pode descobrir o verdadeiro assassino de sua amada Merrin. 
Mas ele está preparado para saber a verdade? 

  Eu já havia lido esse livro quando ele era "O Pacto". Ao ler novamente eu pude perceber coisas que antes eu não consegui.
  Com uma narrativa fluida, Amaldiçoado segue de uma maneira intensa e cheia de fatos. O velho novo livro de Joe Hill, é muito mais do que um romance investigativo. 
  Ig é um personagem completamente inovador. Com sua história e acontecimentos, ele nos prende de uma maneira incrível. Cada personagem possui uma dor, uma dúvida, uma angustia, com o decorrer do livro vamos analisando, sentindo e julgando cada uma delas. 
"Havia algo insuportavelmente nobre na forma como ele admitia, com toda tranquilidade, as coisas que tinha feito, sem demonstrar vergonha nem constrangimento."
  O amplo conhecimento sobre os personagens só é possível porque ele é narrado em terceira pessoa.  
  O livro está cheio de  flashbacks, e eu gostei disso. Todos foram primordiais para o desenvolvimento da história que também é muito bom. 
  O que me desagradou no livro é que o súbito aparecimento de chifres na cabeça de Ig não foi tão bem explicado como eu gostaria, mas acredito que isso não impede uma boa leitura. 
  Chega um momento em que o leitor descobre o final, ele fica realmente obvio. Eu não sei se isso foi bom ou ruim, porque o que te instiga a ler é descobrir, investigar e saber mais sobre a história. E quando você já sabe o final talvez isso te atrapalhe um pouco.
  Com uma estética visivelmente melhor, o livro chama mais o leitor, tanto pela capa, diagramação, e nome. Quando era intitulado "O Pacto", você terminava o livro e se perguntava: "Mas que pacto?". 
  A revisão também está melhor. Muito melhor. 
  Vocês já sabem que eu tenho uma paixão inesgotável pelo Joe que me faz amar tudo que ele escreve mesmo se for uma receita de bolo no papel higiênico. 
  Mas tirando o meu lado tiete, eu recomendo sim a leitura do livro. É uma ótima escolha para entrar na escrita do Joe. É leve, fluído e gostoso de se ler. 

Trailer do filme:



"Pobre Diabo"
17 fevereiro

{TAG} Mitos da Depressão

by , in
Oi, oi pessoas!
Hoje em dia vivemos envoltos de muitos livros que abordam a Mitologia como tema principal. Não sei se vocês sabem, mas eu amo Mitologia e esse foi o motivo que eu convidei o meu amigo Ítalo lá do "Eu li, e você?" para que juntos criássemos uma tag sobre os Três Amores e as Três Fúrias.
  O post está com uma péssima formatação. Eu não sei qual o problema do blogger comigo, mas ele não esta colaborando ultimamente.

As três formas de amor podem se manifestar em três níveis e estes se completam. Philos nos mostra um amor fraternal, Eros nos mostra o amor carnal e Ágape se refere ao amor sacrificial, que você não pede nada em troca.

Philos: Aquele livro que te ajudou, foi para você como um irmão sempre com os melhores conselhos.
826 Notas de Amor para Emma é um livro que me deixou encantada do inicio ao fim. Um pai que se dedica ao máximo, carinhoso, amigo e protetor. Ele prepara Emma para a vida, através de bilhetes. Ele é incrível.

Eros: Um livro que te proporcionou prazer e a vontade de viver tudo que era descrito.
   Vocês safadinhos que pensaram que eu ia colocar Cinquenta Tons de Cinza ou Paixão Sem Limites se enganaram hehehe. 
   A Maldição do Tigre me proporcionou um prazer imenso ao me apresentar uma cultura nova, uma história que mesmo com bases de Crepúsculo é inovadora. Eu gostaria sim de estar com os dois tigres e vivenciar as muitas experiências que a Kelsey teve.
Ágape: Aquele personagem que você deseja cuidar.
   Esther definitivamente é uma pessoa que eu teria tido o maior prazer de conhecer. Após ler A estrela que nunca vai se apagar em poucas horas eu me vi assistindo seus videos  e pesquisando sobre seus projetos. Eu gostaria de ter cuidado dela. . Eu admiro muito sua história,
                      
   As Três Fúrias eram espíritos femininos de justiça e vingança; Alecto é implacável, espalha pestes e maldições. Megera personifica o rancor, inveja e ciúme. Tisífone enlouquece os culpados, vinga as vítimas de assassinato. 
Alecto: Um livro que te deixou morrendo de raiva.
A Escolha era para ser o último livro da trilogia que agora é série. Ao lê-lo com grandes expectativas fui ficando frustrada aos poucos e no fim quando a leitura havia acabado eu estava com muita raiva. Mesmo a história tendo seguido o rumo que eu planejada, aconteceu tudo de uma maneira tão estranha, tão corrida, que eu não consegui gostar.
Megera: Aquele livro perfeito que você morre de ciúmes.
Eu não poderia deixar de colocar meu neném Nárnia aqui. O volume único da melhor saga que eu já li. E que venham os volumes separados para encher a estande de alegria e amor.
Tisífone: Aquele livro enlouquecedor.
Não só esse, mas também os outros dois livros da Trilogia Encantadas me deixaram louca. A forma como a autora distorce os contos de fadas colocando em sério risco minha infância me deixa perturbada.
Bom, essas são as minhas respostas. Eu vou indicar para alguns dos Chavosos responder. Eles são: Marcela, Plínio, Paulo, Dudu e Erick. Mas fiquem livres para responder em seus blogs também!


13 fevereiro

{Sessão Pipoca} Cinquenta Tons de Cinza

by , in
Oi, oi pessoas!
   Ontem foi o grande dia. A estréia de Cinquenta Tons de Cinza ocorreu no Brasil deixando os leitores eufóricos e os críticos de cabelo em pé. 
   A adaptação do polêmico livro da autora E.L James, chegou ao Brasil na última quinta feira dia 12, mas já estava sendo aguardada e comentada ha muito tempo. 
   A história da jovem e pura Anastasia que se apaixona perdidamente pelo milionário Christian Grey é narrada em três livros. Neles podemos acompanhar um romance conturbado e um tanto diferente. O magnífico Sr. Grey  é um dominador, ele utiliza técnicas sadomasoquistas para sentir e dar prazer as mulheres com quem tem relações.
   Antes de Ana, ele jamais havia dormido na mesma cama que uma mulher e nem tido nada mais do que sexo.  Mas nós sabemos bem que isso não continua assim, e então ambos embarcam para esse romance polêmico no mundo inteiro. 
   Como se já não bastasse o fato do livro abordar um tema que até então era ofuscado, Cinquenta Tons de Cinza nada mais é do que uma fanfic do tão criticado e julgado Crepúsculo. Então de uma hora para outra o livro ganha um destaque imenso, é lançado por uma editora gigante e temos o livro mais vendido e mais criticado dos últimos tempos. 
   A chuva de críticas negativas não interferiu na decisão de Sam Taylor - Johnson quando a mesma aceitou dirigir o filme. 
  A escolha dos cast também gerou "picuinha", mas desta vez entre os fãs da trilogia. Alguns (vários) chegaram a fazer um abaixo assinado para que o ator Charlie Hunnam não fizesse o papel do tão amado Christian. Não sei se esse foi o motivo, mas o mesmo desistiu do papel. 
   Logo depois foi confirmado que Dakota Johnson e Jamie Dornan seriam Ana e Christian. 
   A divulgação do filme começou bem cedo, as apostas eram grandes e isso só deixava as pessoas mais empolgadas e curiosas. 
   No Brasil, inicialmente o filme iria ser 18+, mas depois de muito apelo dos fãs (inclusive eu hehe) a classificação abaixou para 16+, deixando muitas pessoas revoltadas. Como um filme de um livro com cenas tão fortes poderia ser apropriado para adolescentes? 

Vamos falar do filme! 

    Além dos Rolling Stones, temos Ellie Goulding, Annie Lennox, Sia, Beyoncé Frank Sinatra na trilha sonora do filme que foi bem utilizada durante o longa. 
   Os ambientes em que o filme acontece são muito parecidos com os narrados no livro.
   Com mais de duas horas de filme, conseguimos acompanhar de maneira resumida o que o casal passa no primeiro livro. 
   Apesar de muitas (quando eu digo muitas, são muitas mesmo) cenas importantes terem sido cortadas o filme conseguiu passar a essência do primeiro livro. 
   Ana tímida e recatada do livro foi substituída por uma Ana irônica e extrovertida. Isso me assustou inicialmente, mas tenho que admitir que gostei disso. Talvez se tivéssemos uma   Ana como nos é apresentado no livro, demoraria um pouco mais, e deixaria as coisas um pouco mais enroladas. 
   Jamie conseguiu passar bem o Christian Grey. Li algumas críticas sobre a atuação dele dizendo que ele estava frio, mas acontece que com a falta das cenas, eles acabaram retirando as que demonstravam o lado mais carinhoso do Christian. Um grande exemplo é a cena em que ele passa pomada e oferece um remédio para dor. Esse seria um momento em que poderíamos ter esse afeto demonstrado e acabamos não tendo. 


Outra personagem que também mudou 
quando foi para as telas foi a Kate, e isso eu não gostei mesmo. Acho que a personalidade forte dela deveria ter sido mantida. 



   Nos vinte minutos de sexo distribuídos em doze cenas temos muito peito de Dakota e pouca bunda de Jamie hahaha. Não podia deixar de comentar isso. Eu ouvi muitas mulheres frustradas. 
   As cenas de sexo foram bem trabalhadas, nada muito explicito. E ao assistir chegamos a conclusão de que sim, o filme é apropriado para 16 anos
   E o fato do filme ser coerente com a classificação recebida, significa que deixou muitas mulheres bravas. É evidente que a maioria dos leitores dos livros ao ir no cinema esperavam mais cenas de sexo, mais quentes, melhor desenvolvidas de acordo com a narração feita no livro. 

   O clímax do filme não chegou. Isso ocorreu pelo simples fato de que cortaram uma cena MUITO importante. E então de uma hora para outra começamos a acompanhar uma intriga que ali não existia e já estamos caminhando para o final do filme. Pessoas que não leram o livro provavelmente ficaram confusas. 

   No fim, eu fiquei satisfeita e insatisfeita (como?) haha. Gostei bastante do filme, eu estava esperando a muito tempo. Gostei dos cenários, das atuações e acima de tudo, gostei de ver que pequenos detalhes foram mantidos. Mas também esperava mais, esperava cenas que foram cortadas, diálogos, explicações. Parece que tudo foi tão rápido. 

O filme é leve, sexy, engraçado e fluído. O tempo voa enquanto você o assiste.

   E adivinhem com quem eu fui ver o filme? Arrastei para o cinema comigo o Dudu do Portal Nerd e o Plínio do Entre Séries e Livros. E as nossas opiniões são bem diferentes, já que eu li todos livros, o Plínio leu apenas o primeiro e o Dudu não leu nenhum. Vocês já acompanharam a minha opinião nesse post enooorme. E agora, eu vou deixar um pedacinho da opinião do Dudu para vocês (o Plinio foi viajar e por isso não pode me mandar. Aproveita as férias, Coelho <3).

   "Devo começar dizendo, que por não ter lido o livro, tinha uma certa imagem ruim deste, imaginei então que o filme seria a mesma coisa. Felizmente, tenho que discordar com as críticas negativas que li a respeito dele, pois amei o filme.
   Engraçado, misterioso e até posso dizer que há certa fofura em relação aos personagens. Ana está absolutamente engraçada no filme, esse humor dado em quase todo o filme, quebra o tabu de que um filme erótico não possa explorar o lado humorístico da vida.
    E o Sr. Grey, está maravilhoso no papel do personagem. Sedutor, bonito e mandão. Jamie conseguiu ser o próprio Grey, e hora nenhuma senti que o ator estava travado, como ouvir dizer de muitos.
   A característica principal do filme é  o estilo "um diferenciado do Grey sentir prazer na hora do sexo", o sadomasoquismo está em cheio no filme. Algemas, chicotes, açoites, cordas e tudo que o possa imaginar são  os brinquedos utilizados no filme.
   Apesar do erotismo, não achei que o filme ficou pesado e impróprio para adolescentes de 16 anos, na qual foi a classificação etária do filme. 
   Mesmo sendo um filme pouco aceito por muitos religiosos entre outros, o filme tem uma história, podemos ver o sofrimento que o Grey passou a ser abusado quando criança. 
   Para quem não viu o filme, vale a pena conferir e tirar suas próprias conclusões. Eu mesmo estou ansioso para ler o livro e pela continuação do filme." - Dudu

E é isso, pessoas. Me digam ai: Vocês já assistiram? Vão assistir? 


10 fevereiro

{Resenha} La la land o sonho americano - Bruna Fontes

by , in
Oi, oi pessoas! 
Quem aqui já sonho ou sonha em se tornar uma estrela? Fazer parte do show business e ter uma legião de fãs por toda parte do mundo? O livro que eu trago hoje segue essa linha, vamos com La La Land. 

 
Editora: Publiki
N° de páginas: 384 
Ano: 2011
Nota: 4/
Ah, o show business. Tentador e vermelho tal qual a maçã no jardim do Éden. Proibido? De certa forma. Totalmente cruel. Desleal. Arrasador. Ele te seduz e te atrai de um jeito enigmático. Leva-te até o seu limite, transforma sua mente em um mero fantoche. Ele te comanda; Ele te detona. Muda os seus princípios e acaba com seus sonhos. Quando o mundo inteiro tem algo a dizer sobre cada um dos seus passos e a vida pública é o seu alimento, o que se espera é a perfeição. Somos todos humanos errantes, mas os heróis das revistas, esses não. Existe um lado de Hollywood que nós não conhecemos. Apenas quem está lá dentro consegue enxergar. Quer entrar? Roxanne Winchester disse sim. E agora deixou de lado sua vida ordinária em Nova York para ser a maior promessa da música da sua geração. Los Angeles. É lá onde os sonhos são feitos. E também onde muitos deles são destruídos. Mas o que poderia dar errado para a nova queridinha do grupo mais influente de Hollywood? Estrelar uma série de TV, gravar suas canções. Mobilizar milhões de dólares e corações adolescentes. Roxy tinha tudo para ser a Estrela do momento, e foi. A sua jornada, porém, não é tão simples quanto parece. Entre erros e acertos, amores avassaladores, a glória de realizar seus sonhos e viver em um mundo de glamour, Roxy experimenta os sabores e dissabores de ser alguém. As complicações da adolescência, os hormônios à flor da pele e a busca pela identidade também se aplicam aos famosos, por incrível que pareça, e ela mostra que nos bastidores desse show somos sim todos iguais. O certo e o errado nunca estiveram tão próximos e as tentações estão por toda parte em Hollywood... Mas quem é que não gostaria de dar uma mordida nessa maçã? 
   Roxy é uma adolescente comum. Filha de brasileira, mora em Nova York desde que nasceu. 
   Seu maior sonho é se mudar para Los Angeles e migrar para o ramo musical. Ela achava isso impossível, até que sua mãe a inscreve em um concurso sem que ela saiba. E para sua surpresa, ela será a estrela da próxima temporada de uma série que descobriu um grande artista. Sendo ela a estrela da vez, com direito a gravar um cd e ter a fama que sempre sonhou. 
   Tudo parecem rosas quando ela chega à cidade dos anjos, mas logo entenderá que nem tudo é como pensa e que um passo em falso pode a levar o fundo do poço. O tão sonhado desejo se realiza, mas todo luxo e glória tem seu preço. 
   Ao conhecer Luke, o filho de seu empresário a fúria entre os dois é instantânea. Ele é um lindo playboy que segundo ela, se acha. Conhecido pela mídia por seus inúmeros namoros e constantes birras, tudo que ela não quer é ter que conviver com ele. Conseguirá ela resistir?
   Mudança de vida, coração dividido, uma busca, um encontro. Será que você está preparado para ser o foco dos flashs?

   Narrado em primeira pessoa, caminhamos juntos de uma adolescente sem muitas experiências na vida que acaba de migrar para a fama e com ela vamos tomando decisões (gostando de uns personagens, querendo matar outros).
   O fato de acompanhar a história pela visão Roxy nos aproxima bastante dela, mas eu não consegui ter uma interação com os outros personagens que é algo que provavelmente me deixaria mais confortável ao ter uma opinião concreta sobre cada um deles.
   Mas o fato da minha pouca aproximação com os outros personagens, não os deixa menos importantes. Eles são parte essencial da história, sempre fazendo-a acontecer. 
   É interessante como a autora nos mostra que as consequências sempre virão e independente das nossas escolhas teremos uma resposta da vida para elas. Algumas boas, outras ruins. 

“- Não fique brava comigo. Apenas estou senso sincero. As pessoas são engraçadas, dizem odiar a falsidade, mas não aguentam ouvir umas verdades.”
   E de acordo com o desenvolvimento da história e da personagem nos encontramos em situações cômicas e divertidas. A vergonha alheia tomou conta de mim em alguns atos impensados que Roxy teve. O que é super normal, já que ela é uma adolescente que acabou de ter a vida completamente mudada e tem que se acostumar com a sua vida pública e seus atos públicos. 
   Não nos é apresentado apenas uma menina migrando para a fama. Também podemos acompanhar a busca de um adolescente pelo pai, as incertezas de uma garota abalada pelo amor. 
   No fim, eu terminei o livro com um pouco de raiva de Roxy, mas eu espero que isso mude com o passar do tempo. 
“...Eu era da ralé, descendente de imigrantes e não consumia nenhum tipo de droga. Impossível arranjar  um adjetivo pior. Oh não, parece que há sim. Eu era virgem."
   Alguns acontecimentos são óbvios, mas outros são muito surpreendentes. 
   Esse é um livro leve, gostoso e divertido de ler. Para quem já é adulto, acompanhar a menina impulsiva e indecisa que conseguiu realizar seus sonhos com certeza será uma volta ao passado. Rir das situações e pensar "Eu já fiz isso. De uma maneira diferente, mas fiz."
    E para os jovens gafanhotos adolescentes, vocês estarão com uma de vocês. Acompanhando-a nessa fase da vida que é tão conturbada e gostosa. 
Eu recomendo sim. Vale a pena se aventurar por Nova York e descobri os mistérios do show busines.

La La Land – O Sonho Americano era, originalmente, uma fanfic que foi publicada na internet em 2009, porém com o grande número de leitores a autora viu que poderia ir mais além. Bruna venceu um concurso promovido pela Publiki e teve seu livro lançado em formato físico.

A autora: 


Onde comprar:



08 fevereiro

Resultado Top Comentarista Janeiro

by , in
Oi, oi pessoas!
   Hoje eu vim com um post rapinho apenas para informar o ganhador do Top Comentarista de Janeiro.
   Janeiro passou tão rápido levando nossas férias queridas, agora em fevereiro estamos voltando às atividades normais e temos que nos acostumar. (a não :d) 
   Houveram bons comentários nos posts. Eu fiquei bem feliz com isso, porém os comentários não foram em sua maioria dos participantes do TC. 
   Houve empate entre três pessoas. Fiz a contagem no caderno, por isso apenas direi os nomes.  
  1. Camila Rosa
  2. Patrini Viero
  3. Nardonio

    Parabéns Nardonio, você ganhou um livro desejado! Entre em contato comigo pelo e-mail em menos de 72 horas para que você me enviei seu endereço e  o skoob.
    Não haverá Top Comentarista nesse mês por motivos de desemprego haha, mas em breve ele volta com livros surpresas, ou quem sabe algo mais. 
06 fevereiro

{Textualizando} Correios da Depressão

by , in
Oi, oi pessoas!
   Hoje eu vim falar um pouco da minha experiência com o amor de todos os compradores online. Os Correios. 
         

   Posso morar na capital de um dos estados do Sudeste que é onde normalmente se encontram as lojas que eu compro, mas é impressionante como minhas encomendas sempre vão chegar no ultimo dia previsto para entrega. 
                     
   Isso quando é claro, o cara dos Correios que já me detesta de tanto que vem na minha casa, vem em um dia que ela está vazia, e só deixa aquele aviso de "Tentamos entregar e não havia ninguém" e quando eu o vejo minha vontade é de chorar. 
                     
   Também tem aquelas vezes em que a vizinha estranhamente é quem recebe a minha encomenda. Eu fico esperando ela chegar durante dias, xingo a loja e os correios até cansar,e então eis que aparece na minha porta a nobre senhora que resolve que está na hora de devolver o pacote. 
                     
   Já aconteceu do entregador de uma das editoras JOGAR os livros por cima do portão e o meu cachorro pegar a caixa. Só digo uma coisa: Ainda bem que tem a caixa. 
   E da vez que o cara bateu no portão e a encomenda era para a minha mãe e ele disse "Dessa vez não tem nada para você, Bárbara Souza". ELE SABE O MEU NOME. 
                       
   Mas no fim, eu sempre vou esperar ansiosamente a chegada desses tios que usam amarelo. Mesmo com os olhares interrogativos, os bravos e os impacientes. Sem eles as coisas seriam um pouco mais complicadas, então mesmo com algumas situações depressivas, sempre que aparecem com uma caixa (envelope não porque ai é conta para pagar né rs) transformam o meu dia, deixando-o mais feliz. 

02 fevereiro

{Resenha} Simples Perfeição - Abbi Glines

by , in
Oi, oi pessoas!
A resenha de hoje é de um livro que me deixou surtada! Quem me companha no twitter viu o meu desespero com "Simples Perfeição" haha.

Simples Perfeição

Ano: 2015 
Páginas: 208
Editora: Arqueiro
Nota: 5/5
Woods teve sua vida traçada desde o berço. Cuidar dos negócios da família, casar com a mulher que os pais escolheram, fingir que riqueza e privilégios eram tudo de que ele necessitava. Então a doce e sensual Della apareceu e conquistou seu coração, abrindo seus olhos para um novo futuro. A vida do casal seguia para um final feliz, até acontecer um imprevisto: a morte do pai de Woods. Da noite para o dia, o rapaz herda o império Kerrington e, embora sempre tenha almejado essa posição, precisará de toda ajuda possível para provar que está à altura de tanta responsabilidade. Della está determinada a ser o apoio de que Woods necessita, mas os fantasmas do passado ainda estão presentes e mais intensos do que nunca. Pressionada pela ex-noiva e pela mãe de Woods, ela toma a decisão mais difícil de sua vida: abdicar da própria felicidade pelo homem que ama. Mas os dois terão a força necessária para seguir em frente um sem o outro? Concluindo a sedutora história de Woods e Della,Simples perfeição é o romance mais surpreendente de Abbi Glines e mostra que encontrar alguém pode ser um golpe do destino, mas descobrir a perfeição ao lado dessa pessoa requer aceitar a si mesmo e superar os piores obstáculos a dois.
   Com o final do primeiro livro, Abbi nos devolve um Woods e uma Della diferentes, mas igualmente apaixonados. 
   Precisando tomar conta da empresa e de sua mãe, Woods se vê dividido entre suas tarefas obrigatórias e o amor da sua vida. Ele não quer que Della trabalhe, mas também não quer que ela fique sozinha em casa. 
   Della por sua vez, procurando ajudá-lo não reclama de nada. Sempre acata suas decisões e procura fazer de tudo para agradá-lo. Na visão dela, ele já tem preocupações demais e não deve ter que lidar com sua loucura. 
   Até que então sua insegurança, medo e uma conversa pela meta levam-na até sua terra natal, onde ela além de descobrir mais sobre a sua vida, finalmente percebe de qual lado está seu coração.  

Você abriria mão da sua felicidade pelo amor da sua vida? 
   Abbi segue com a mesma narrativa dos livros anteriores, leve porém marcante. Ela nos envolve do inicio ao fim, é instigante. A escrita é em primeira pessoa e vai se intercalando entre Woods e Della de acordo com o passar dos capítulos. 
   Woods se mostra ser um cara incrível, atencioso e muito forte. Sempre busca o melhor para Della e mesmo chateado, procura ajudar sua mãe. Ele está mais maduro e responsável. 
   Della  está determinada a melhorar, ela não quer ser um tormento para Woods e procura a melhor forma para se manter estável na maior parte do tempo. Gosto da personalidade dela, mesmo que as vezes ela dê uma de mocinha intrometida que mete os pés pelas mãos. 
    Quem leu a minha resenha de Estranha Perfeição viu que eu não consegui me apegar muito com a história do casal e com o Woods. Quando eu recebi Simples Perfeição, tudo que eu pensava era que eu faria o possível para terminar a história deles gostando um pouco mais dela. Mas quanto mais eu lia, mais eu me apegava, mais eu me apaixonava e chegou um ponto em que eu já estava completamente envolvida com o velho enredo e a nova história.  
"Um ano atrás eu estava perdido. A minha vida era uma bagunça completa. Eu parei o carro bem aqui e encontrei uma morena maravilhosa que não sabia abastecer o próprio carro. De alguma forma, eu a convenci a jantar comigo. Ela me fez dar risada e me deixou com um tesão maluco. No final da noite, quando precisei deixá-la dormindo naquela cama de hotel, foi difícil. Eu não queria deixá-la, mas a minha vida estava ferrada e ela precisava viajar o mundo em busca de si mesma."
   Esse livro vai muito além da história de Woods e Della, também retrata a amizade, fidelidade e dor. Quando eu terminei de ler o livro eu estava tão encantada e frustrada que eu não consegui escrever uma linha da resenha sem sentir uma imensa vontade de ir atrás da Abbi simplesmente para perguntar "por quê?" 
"Ele estava bem ali. Eu acabei de vê-lo. Ele desapareceu. Não aconteceu tão rápido assim."
   Hoje, eu acredito que o motivo principal de não ter gostado da história deles em Estranha Perfeição é porque eu queria o ultimo livro de  Rush e Blaire, eu queria me despedir deles para ai sim embarcar em um novo romance, com novos problemas. 
   Sim, eu mudei de ideia sobre esses dois livros. Eu estou apaixonada! E comendo para todos os leitores de New Adult. 


Post Top Ad

Instagram