Post Top Ad

31 outubro

{Resenha} Bem Casados - Nora Roberts

by , in
Bem-Casados
Oi, oi pessoas! 
Hoje vim com a resenha de um livro ótimo para curar aquela ressaca da semana passada haha.   
Ontem foi Halloween! Então feliz Halloween pra vocês <3 Eu até ia fazer um post, mas com um computador nas condições do meu não se pode fazer planos. 
Aceito doações.




Editora: Arqueiro
N° de páginas: 288
Ano: 214
Nota: 5/5
Bem-casados, terceiro livro da série Quarteto de Noivas, é uma linda história sobre a doçura do amor. Quando terminar de lê-lo, você terá certeza de que os sonhos podem se realizar das formas mais inesperadas.



  "Bem Casados" é o terceiro volume da série "Quarteto de Noivas" que conta a vida de quatro amigas que juntas construíram a VOTOS uma empresa bem sucedida que organiza casamentos. No primeiro acompanhamos a história de Mac e Carter, no segundo a paixão antiga de Emma e Jack e agora no terceiro livro acompanharemos a esquentadinha Laurel e Del o irmão de sua melhor amiga. 
  Laurel não teve uma infância fácil, com pais completamente conturbados ela cresceu buscando sua independência, mas nunca acreditou que poderia realizar seu sonho, estudar em uma das melhores faculdades de culinária de Nova York, mas graças a Sra. Grady que foi governanta da família  Browns ela consegue ir. Agora possui bolos e doces que beiram a perfeição, todos muito bem feitos e causadores de grandes elogio.
  Del é irmão de Parker e por esse motivo ela o conhece desde sempre. Cresceram juntos e por isso ele a enxerga como uma irmã, mas ela não o vê dessa forma e estando apaixonada por ele, detesta quando ele a trata dessa forma. E é em uma dessas discussões que Laurel toma a iniciativa e beija-o. 
Um sapato, um bilhete, uma melhor amiga. .Tudo pode mudar o que ela achava impossível.

  E finalmente eu li o tão falado livro! Bem Casados chegou e já me deixou encantadíssima! E com sua escrita clichê Nora consegue nos encantar de maneira empolgante.
  O romance deste volume foi o que mais me encantou. Del é incrível e apaixonante e eu poderia me casar com ele. Laurel é a mesma esquentadinha dos livros anteriores, mas com um algo a mais. Uma paixão irradiante. 


            "-[...] O amor foi feito para ser assustador.

            -Por quê?
            -Porque onde não há medo, não há emoção."
 
  Gosto do fato de que nesse livro temos mais amizade. A interação de todos os personagens é muito grande, tanto no romance quanto no geral. Eles conversam, dão risadas e são bastante unidos. E estão chegando personagens novos que não são novos, mas estão se tornando muito queridos! 
  E claro que temos essa amizade perfeita de quatro mulheres realizadas profissionalmente que estão se realizando emocionalmente. Aquelas amizades predestinadas a acontecer, sinceras e aparentemente para a vida toda. 
"-Sim, você é uma vagabunda - Decidiu Laurel.
-Uma vagabunda que está noiva, não se esqueça disso [...]"
  É esse tipo de amizade e esses romances lindos que encontramos na série, e é por esse motivo que eu anseio tanto pelos próximos volumes.
"De mãos dadas, eles começaram a subir a escada para partilhar os próximos momentos com a família." 
E que venha o Mal haha!
27 outubro

TAG: Meus livros, ninguém sai!

by , in
Oi, oi pessoas! 
Hoje eu vou responder uma tag muito divertida criada pelos nossos parceiros lá do De cara nas letras!
Vamos lá porque são meus livros, ninguém sai!
 

1.  "Ei coisinha, vá devagar": Sabe aquele livro que você devorou rapidamente? Qual foi ele?

Demorei a iniciar a leitura, mas Fallen foi um livro eu li muito rápido. Em questão de horas eu já havia o concluído.







2. "Eu vou me segurar aqui": Qual livro te prendeu?



Maze Runner com certeza! Eu ainda não finalizei a saga, mas o primeiro livro dela me prendeu muito. Thomas e os outros Fedelhos me deixaram encantada. Em breve terá um post aqui no blog sobre o primeiro livro. 




3. "Se eu cair eu quebro a minha clavícula": Qual obra te desestabilizou emocionalmente?



 Se existe um livro que tem o poder de me fazer chorar não importa quantas vezes eu o leia é Marley e Eu. Uma história emocionante e muito bem escrita, que abriu caminhos para esse estilo literário na minha vida. 





4. "MEU ÓCULOS, ninguém sai!": Qual livro você não empresta ou tem muito ciúmes?


Nárnia é meu e de ninguém mais! Acho que pelo fato de  ser minha saga favorita eu não empresto meu livro pra ninguém. E anotem ai: Em 2015 comprarei os sete livros separadamente. 






5. "Juliana você viu meu óculos?": Qual livro você emprestou e nunca mais viu na vida?




 Eu emprestei O Meu Pé de Laranja Lima faz uns dois meses e nada da pessoa me devolver. LUIZA CADÊ MEU LIVRO? 






6. "Juliana tá DES-MAI-ADA!!!": Qual livro te deixou com ressaca literária, sem poder ler outros livros?



Quando eu li O Caminho para Woodbury fiquei muito depressiva com o rumo que o livro tomou. E fiquei sem ler nada por umas duas semanas. 





7. "Shamuchamochamu chama o SAMU!": Que livro te deixou louco pela continuação?



 A Maldição do Tigre é um livro que me prendeu muito. Todo mundo sabe a minha história com essa saga haha, mas não canso de dizer. É simplesmente viciante! 




8."Eu errei, viu?": Escreva aqui um pouco sobre aquele livro que você achou se seria uma coisa e é outra!



Eu amo mitologia, mas eu tinha um um grande receio em ler O livro de ouro da Mitologia. Quando finalmente resolvi pegar com o meu irmão fiquei surpresa. O livro é muito bom! A escrita é incrível e tem um conteúdo ótimo. Ainda farei um post sobre Mitologia aqui no blog (e que as férias apareçam e me deixem postar).


E a tag é essa pessoal! Achei muito divertida assim como o vídeo haha.

Vou indicar alguns blogs:
O Cantinho Literário
Entre Séries e Livros
Feita de Versos e Letras
Chuva de Letras

Todas as fotos usadas na tag são do instagram do blog: @tocadoslivros
27 outubro

{Textualizando} Ah o Futuro!

by , in
Oi, oi pessoas! 
       Vocês se lembram que eu havia dito que iria prestar vestibular? Então, eu fiz a prova e passei! Fiquei muito feliz porque passei em uma faculdade que eu venho almejando desde quando decidi realmente o que iria fazer.
       Depois que sai da faculdade com a minha matricula em mãos eu comecei a pensar em como seria a minha vida daqui pra frente. Terminar o Ensino Médio, fazer o Enem, tentar ProUni, Fies... O que eu farei? 
       O tempo passou tão rápido e as coisas aconteceram tão depressa que eu nem parei para pensar no que faria se passasse.
 Parece que foi ontem que eu entrei no primeiro ano do ensino médio naquele colégio longe de casa. 
       O futuro é muito subjetivo. Fazer tantos planos nem sempre é o mais saudável. Viver é importante, viver o agora, viver o presente. 
20 outubro

{Resenha} Dark House - Karina Halle

by , in
Oi, oi pessoas! 
Hoje eu vim com  a resenha de um livro da Editora Única que eu estava querendo muito! Eu o li faz algumas semanas, mas a inspiração da resenha só veio agora haha. Vamos lá?
 
Editora: Única
Número de Páginas: 352
Ano: 2014 

Nota: 4/5
Há sempre algo fora do normal em Perry Palomina. Embora ela esteja vivendo uma crise ao passar pela síndrome pós-faculdade, assim como qualquer garota de vinte e poucos anos, ela não é o que chamaríamos de comum. Perry possui um passado que prefere ignorar, e há também o fato de que ela consegue ver fantasmas. Tudo isso vem a calhar quando se depara com Dex Foray, um excêntrico produtor que está trabalhando em um webcast sobre caçadores de fantasmas.Dex, que se revela um enigma enlouquecedor, arrasta Perry para um mundo que a seduz e ameaça sua vida. O farol de seu tio é pano de fundo de um mistério terrível, que ameaça a sanidade da moça e faz com que ela se apaixone por um homem que, como o mais perigoso dos fantasmas, pode não ser o que parece.

       Perry é uma mulher  de 22 anos frustrada com sua vida e há tempos vem tendo sonhos esquisitos.

      Formada em Publicidade, sempre imaginou que nasceu para fazer algo incrível, porém isso não aconteceu, e hoje ela vive em uma recepção enquanto a vida passa.

     Na adolescência, sempre foi quieta, vivia em seu canto e as pessoas não lhe davam importância. Muito diferente de sua irmã que está nessa fase e já segue um caminho prestigiado. Com um blog que lança tendências a garota já tem uma legião de leitores e parceiros.

       A vida de todo mundo está caminhando, uns já tiveram seu auge, outros estão indo em direção a ele. E Perry? Ela não sai de onde está.


“Eu estava uma merda, mas era comum ficar assim...”
        Quando ela sai para um final de semana em família, e visita um intrigante farol desativado sua vida começa a mudar.  O lugar é sombrio e estranho e mesmo assim Perry decide invadi-lo e lá acontecem coisas confusas e ela não sabe se está imaginando tudo ou se são realmente reais.

       Dex Foray aparece em sua vida e logo ela se vê em uma bagunça de emoções que por falta de experiência, não sabe controlar.

       Quando sua irmã fica doente e pede Perry para publicar em seu blog, ela logo decide que relatará sua história vivida no Farol. E é dessa forma que Dex retorna para sua vida, propondo que façam um programa sobre fantasmas e a primeira filmagem aconteceria la.

Ela fica muito animada com a proposta e logo aceita, mas ao chegar lá às coisas não são como eram e Dex não é mais o Dex.

         Vamos falar dessa história fantástica que me deixou de boca aberta. O livro que no inicio não parece ser nada assustador, termina nos deixando sem unhas. 
Os pontos chatos da personalidade da personagem principal se interligam com a história e dão desenvolvimento a ela, de modo que, você não quer parar de ler mais. 
           É interessante a narrativa que o livro possui. Consegui imaginar perfeitamente o que foi dito, mas ao mesmo tempo me senti um pouco distante de Perry. 
 "De repente, me senti

inexplicavelmente apavorada."
         A diagramação está impecável e mais uma vez dou os parabéns para a editora, que vem apostando em qualidade. Amo livros bonitos. A vontade de ler até aumenta. 
         Esse ainda é o primeiro livro, então não sei o que me aguarda nos próximos volumes, mas estou bem ansiosa para embarcar nessa aventura! 
      Se você é aquele tipo de pessoa medrosa (eu) que qualquer coisinha te assusta, recomendo esse livro para ser sua entrada no mundo macabro do terror. Se você já está calejado de tantas histórias e deseja ler esse livro... Tenha paciência. O terror chega com calma e no inicio da história é dele que você sente falta. 
           É um livro que eu recomendo! 

15 outubro

Hannah Arendt 108 anos

by , in
Oi, oi pessoas! 
Vocês sabem quem foi Hannah Arendt? Ontem o Google fez uma homenagem para ela que estaria completando seus 108 anos e agora é a nossa fez de prestigiar um pouco essa grande filósofa.
http://digital.revistarainha.com.br/wp-content/uploads/2014/05/hanna-700x269.jpg

 Hannah foi uma filósofa ou cientista  política como preferia ser denominada muito influente do século vinte. Ficou conhecida como a pensadora da Liberdade e viveu as grandes transformações do poder político.
Defendia os direitos individuais e a família, contra as "sociedades de massas".
Também defendeu os direitos dos trabalhadores.
kdfrases.com
Dedicou sua vida a compreender o destino do povo judeu perseguido por Hitler, e mesmo sendo de uma família hebraica, sempre defendeu sua fé em Deus de forma livre. 
Formou-se em filosofia em Heidelberg e teve um relacionamento amoroso com seu professor, o Filósofo Heidegger.
Ganhou uma bolsa de estudos em Berlim em 1929, e em 1933 assim que Hitler subiu ao poder, foi para Paris, onde começou a se socializar com grandes nomes como Walter Benjamin.

Colaborou com instituições para jovens e trabalhou como secretária da Baronesa Rotschild.

Durante a Segunda Guerra Mundial, foi enviada a um campo de concentração como “estrangeira suspeita”, mas conseguiu escapar e foi para Nova York em 1941.

Por estar exilada, ficou sem direitos políticos até 1951, quando finalmente conseguiu a cidadania norte-americana.
 E ali começou sua carreira acadêmica, que durou até sua morte.
kdfrases.com
Durante sua vida, Hannah publicou muitos livros um deles sendo "Homens em tempos sombrios" que eu já tive a oportunidade de ler, e posso dizer que: Essa mulher realmente sabia do que estava falando. Suas obras ajudam a refletir sobre os tempos que estamos vivendo hoje. 
"Para ela, compreender significava enfrentar sem preconceitos a realidade, e resistir a ela, sem procurar explicações em antecedentes históricos "

E é isso por hoje. 
Beijos!

Post Top Ad

Instagram