Post Top Ad

30 novembro

{Resenha #56} Álbum de casamento - Nora Roberts

by , in
Oi, oi pessoas!
Já pensaram que incrível se a sua brincadeira de infância se tornasse seu emprego no futuro? (Nem todas)
E para fecharmos novembro com chave de ouro (chega de resenhas uma atrás da outra), eu trago aqui a resenha de Álbum de Casamento, um dos lançamentos da Arqueiro que foi cedido gentilmente pela editora.

Álbum de Casamento
Editora: Arqueiro
Páginas: 287
Ano: 2013
Nota: 3/5
Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes.

Mac é uma Fotojornalista que junto com três melhores amigas tem uma empresa chamada Votos, que organiza casamentos.
Mac, Emma, Parker e Laurel nunca imaginariam que aquela brincadeira de infância cresceria e seria muito bem sucedida.

Mesmo com o lado profissional decidido e bem sucedido, Mac carrega um fardo familiar que faz com que ela muitas vezes retroceda.
Ela cresceu vendo seu pai se afastar após o divórcio e sua mãe se casar diversas vezes, sempre fazendo com que ela mudasse também sua vida. Com uma mãe mimada e bastante hipócrita, ela vive “salvando-a” de seus dramas e não consegue enfrentá-la e esse é o maior dos seus problemas.
Acompanhando sua mãe e seus muitos relacionamentos, Mac mesmo realizando, não acredita que o casamento seja uma boa escolha, uma vez que juntos podem acabar  se separando e saindo magoados, restando apenas fotos que muitas vezes serão jogadas fora.

Até que Carter apareceu, ou melhor reapareceu
Carter e Mac se viram algumas vezes no tempo de escola, onde Mac foi durante muito tempo o amor platônico de Carter, e essa quedinha ainda continua mesmo depois de tanto tempo.

Mas talvez esse amor agora não seja tão platônico assim.


O que eu posso dizer desse livro?
É um livro super interessante, com uma pegada boa e que faz você se encantar tanto pela amizade das meninas quanto pelo romance que vai se formando. 
E o legal de tudo, é que você consegue sentir o que os personagens sentem, e entender as confusões. E então percebe que não é apenas você que tem essas inseguranças, e que tudo isso é normal, mas você não pode se privar pra sempre das coisas boas da vida, não importa quais sejam.

É uma amizade bem comum e natural, eu consegui me enxergar conversando com as minhas amigas em boa parte do tempo em que elas passaram juntas. 

"Mas de repente me vi no meio de um beijo daqueles de fritar o cérebro, fazer o sangue circular depressa, no ritmo de tambores selvagens. Do tipo me joga na parede  e me chama de lagartixa"

São quatro pessoas incríveis e eu tenho que admitir que estou mais curiosa pelo livro da Parker até por tudo que ela passou. 
Temos também Bob e Jack que estão em boa parte do livro marcando presença como amigos incríveis!

O romance é um romance bem normal, comum. O cara que corre atrás da menina, ela é insegura e fica fugindo dele... Aquela coisa que nós já conhecemos. 
Só que tem um diferencial, porque nesse caso, Carter mesmo sendo um bobão, meloso e quase... Carente, se torna completamente encantador porque ele muda a personalidade em determinados momentos, e isso o torna fantástico.
Ele é compreensível quanto as inseguranças dela e quer ajuda, ele é perfeito. 

"- Mas isso não é o ponto central da questão: é apenas um resultado. Ela vai repetir o mesmo ciclo. Vai voltar e magoar você. E, quando isso acontecer, sua mãe vai ter que se ver comigo."

É um livro apaixonante do qual você não pode esperar muitas coisas, uma escrita simples que flui rapidamente.
Estou realmente ansiosa para os próximos volumes!

26 novembro

{RESENHA #55} Veneno - Sarah Pinborough

by , in
Oi, oi pessoas!
Sabe aqueles contos de fadas da nossa infância? Eles agora evoluíram! E temos novas versões.
A Editora Unica gentilmente me cedeu um exemplar de Veneno, onde descobrimos um pouco mais sobre a Madrasta de Branca de Neve.
Então vamos lá!
VenenoEditora: Única
Páginas: 223
Ano: 2013
Nota: 3/5
 Sexy, sarcástico e de prender a respiração! Para os fãs de Once Upon a Time e Grimm, Veneno é a prova de quecontos de fadas são para adultos! Não existe “Felizes para sempre”! Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você! Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura 
e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria “um final feliz” pode se tornar o pior dos pesadelos! Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia

A vida da linda rainha, vai muito além da maldade e beleza mostrada nos livros. Em Veneno descobrimos como ela foi criada e com qual objetivo.

Obrigada a se casar com um rei que de nunca foi príncipe encantado, ela precisa viver se entregando a ele, e convivendo com Branca de Neve, filha do rei com a falecida rainha, amada e vangloriada por todos.  

O rei precisa sair para uma guerra, e é provável que ele fique anos fora, e então a rainha passa a ser a voz maior dali. Ela decide transformar Branca de Neve em uma verdadeira princesa. Chega de cavalos e roupas de homens, está na hora de ela começar a se portar como uma verdadeira dama.

E em uma mesclagem de contos, descobrimos que nem tudo o que aconteceu com Branca de Neve foi culpa da rainha.

“-Boa tentativa Aladim - murmurou ela, debruçando-se tão perto que seu rosto quase tocava a superfície e ela podia sentir o cheiro de mil mãos suadas. - Boa tentativa.”

“-E agora se me entregar meus sapatinhos eu gostaria de ir embora”

“Sua bisavó tinha chegado sem ser anunciada... A velha nunca havia deixado sua casa feita de doces, mas lá estava ela.”

Mas e se mesmo com todas as tentativas a única solução fosse a morte? 

Vamos dizer que eu nunca fui fã de livros que mexiam drasticamente na minha infância, mas quando eu fechei parceria com a Editora Única esse livro foi o primeiro que veio a minha mente, porque não? 

O livro tem uma boa proposta, mas eu senti que algumas coisas ficaram sem explicação, por exemplo: Percebemos que a madrasta não é tão má assim, e que a principio tudo que ela queria era apenas afastar Branca do reino fazendo com que ela se casasse, e de uma hora para outra ela quer matá-la e se torna uma pessoa má. 

Uma coisa super interessante do livro é a entrada de personagens de outros contos na história, essa ligação com a bruxa de João e Maria, fazendo com que o leitor entenda porque a madrasta possui magia, e o Aladim, tão fofo e querido mostrando outra face neste livro.

A personagem que eu menos gostei em todo o livro foi a Branca de Neve, acima de tudo posso dizer que ela é mimada. E nossa! Ousada. 

Acho que o papel de Lilith se tornou tão grande e imenso que ofuscou a Branca, e quando saia do cenário onde a madrasta estava, eu já ficava ansiosa para que voltasse. 
O passado dela, como ela é forte, essa com certeza entrou na minha lista de personagens malvados preferidos. 

E o final é simplesmente surpreendente! Gente, esse livro vale muito até pelo final, eu fiquei simplesmente feliz. Não sou insensível ta? Mas o final foi incrível. Leiam, sério vale a pena.

Eu amei a proposta da autora, e vou esperar ansiosamente por Feitiço que eu acredito que será melhor.

Recomendo esse livro para os amantes dos contos de fadas que querem ver uma nova versão da história.

Chegou a hora dos vilões mostrarem seus próprios traumas.



23 novembro

{Resenha #54} Arthannya - Vera Lúcia

by , in
Oi, oi pessoas!
Primeiro de tudo, eu quero agradecer aos e-mais que eu recebi essa semana. 
Segundo quero pedir que vocês ignorem um pouco esse layout, porque eu estou planejando mudá-lo, fazendo algo especial, estou conversando com algumas pessoas.
E agora eu quero falar desse livro incrível que eu li, Arthannya que eu recebi como cortesia da autora Vera Lucia. Obrigada Vera!



Editora: Dracaena
Páginas: 490
Ano: 2013
Nota: 4/5

Lúcia sentiu algo mudar quando o viu pela primeira vez, despertando em si sentimentos fortes e verdadeiros. E sempre quando encontra aqueles olhos cinza, ela sente sendo sugada a dois grandes abismos, como se ele enxergasse muito além do que é permitido, do que é aceitável. Quem é ele? E de onde veio? Toran leva uma vida cheia de compromissos e responsabilidades. Mas assim que a vê, ela passa a ser sua prioridade. Ele tem uma missão a cumprir. Ele sabe o que quer e o que veio buscar. Toran não recua. Ele avança sem pedir licença. E Lúcia? Será que deve largar tudo para embarcar nessa viagem e mergulhar de cabeçanessa imensidão de sensações? E o que é pior: estará disposta a enfrentar um bombardeio em terras desconhecidas? Sabendo que, no meio desse fogo cruzado, ela precisará se resguardar, se impor e, principalmente, sobreviver?


Abandonada quando bebê, Lúcia foi criada em Ponto Ferreira por uma mulher forte e trabalhadora. Tem dois irmãos: Fábio e Clara.

E mesmo com uma família e depois de tantos anos Lúcia ainda sofre com seu passado.
Ela não faz ideia de como é seu passado e nem de como ele é importante, até que Toran entra em sua vida. E a tração mutua já aparece, mas sua desconfiança a faz pensar se ele esconde e o que esconde.

A partir deste momento ela é apresentada ao mundo dos arthannyanos -raça extraterrestre mais desenvolvida têm alguns poderes- e então sua vida começa a mudar completamente.
Pois apenas ela pode escolher viver ou não viver com Arthannya em sua vida.

Esse é um livro completamente leve, eu vejo um boa leitura para jovens nele. O inicio é super interessante e não temos aqueles enormes pensamentos dos personagens que quando são colocados muito no inicio da história acabam desanimando o leitor.

Sentimos a leitura fluir naturalmente enquanto as páginas vão passando. 

Os personagens são super bem descritos, estou em um sério relacionamento com Toran, que meu Deus! É uma mistura de todos os meus maridos literários juntos.

Arthannya não se torna um local desconhecido depois de algumas páginas lidas, porque a autora faz questão de explicar tudo que se relacione a ela, então vivemos em uma mesclagem entre o nosso mundo e Arthannya, com os nossos costumes e os dos Arthannyanos.

A autora tem uma linguagem própria e isso é muito interessante! 

Eu senti o livro cheio de pontos reflexivos, que fazem você se colocar no lugar ali da personagem e pensar “Eu faria tal coisa?”.

É um romance lindo, e super envolvente e agitado uau! No final do livro meu coração parava a cada página, porque eu precisava saber o final.

E que final!

Amor, intrigas, superação, extraterrestres, essas são algumas das coisas que esse livro oferece ao leitor. 

E vale muito se arriscar e embarcar nessa aventura com Lúcia e Toran.

21 novembro

{Resenha #53} O Duque e Eu - Julia Quinn

by , in
Oi, oi pessoas!
Hoje eu venho aqui com uma resenha de um livro que eu queria ler a muito, muito tempo.
O Duque e Eu da Julia Quinn, que foi cedido carinhosamente pela editora Arqueiro.
Vamos conhecer mais?


Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Ano: 2013
Nota: 5/5

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. 
Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Simon é um Duque que tem um passado complicado, rejeitado pelo pai e sem conhecer a mãe cresceu sendo criado por uma Ama, que não podia lhe dar o afeto necessário. 

Assim que completou idade suficiente partiu em busca de estudos, e também se aventurou com muitas mulheres. E a única certeza que ele tinha era que: Não iria se casar e muito menos ter filhos.

Daphne não é o tipo de mulher que a sociedade vangloria, não aceita tudo que sua mãe lhe impõe, e por esse motivo rejeitou todos os poucos pedidos de casamento que recebera, mas ainda sim deseja se casar um dia e ter uma família tão grande e feliz como a dela. 

Eles são o oposto um do outro.

Após se conhecerem de uma forma meio cômica, ambos sentem atração um pelo outro. 
E depois sendo apresentados formalmente por Anthony irmão mais velho de Daphne e melhor amigo de Simon eles percebem que podem se ajudar.

Se Daphne for cortejada por um Duque, atrairá o interesse dos outros homens da cidade, e se Simon fingir cortejar Daphne não terá que enfrentar as mães das filhas solteiras em todos os bailes.

E o plano vai funcionando, até que a farsa começa a se tornar algo real.

Esse livro tem um estilo de livros que eu amo, leitura agradável e leve que te diverte e apaixona.

É uma história simples, e até meio obvia mas que prende o leitor de uma forma fascinante. 
Simon é um tipo de personagem que faz você suspirar, e se orgulhar porque ele passou por muitas coisas no passado e mesmo assim conseguiu ser quem ele é.

Daphne é um exemplo de mulher, ela é inteligente, sensata, mas sabe a hora de usar ou não as palavras.

Fora os dois temos também Anthony que eu admito que achei um personagem muito intrometido, pois ele quer se envolver em tudo e resolver todos os problemas de sua irmã.

Colin é um dos meus irmãos preferidos e eu confesso que estou maluca pelo livro dele. Simpático e super brincalhão ele é um amor.

Agora a personagem mais engraçada, que está concorrendo na lista de personagens mais engraçados do ano é a mãe de Daphne. Violet Bridgerton tem uma personalidade muito jovem para a sua idade, e ela me divertiu muito. Carinhosa, atrapalhada, engraçada e acima de tudo mãe, ela nos mostra o lado divertido das mães naquela época. 

Esse é um livro completamente leve e simples, mesmo sendo de época tem uma escrita completamente compreensível e as senas sexuais não são tão pesadas como em A Vidente por exemplo.

Recomendo muito esse livro, vale muito a pena lê-lo!

São oito livros, e o próximo e já lançado é O Visconde Que Me Amava que contará a história do irmão mais velho Anthony. 
                                                         



19 novembro

{Resenha #52} A Lenda do Lago Dourado -Edson V. Pereira

by , in
                                                                                Oi, oi pessoas!
 Hoje eu venho aqui com a resenha de um livro que eu recebi em parceria com a editora Dracaena. 
Agradeço a editora pela oportunidade de estar resenhando um de seus exemplares!
                                                                       Então vamos a resenha!

A Lenda do Lago Dourado
                                                                                    


Editora: Dracaena
Ano: 2013
Páginas: 380
Nota: 3/5

"Os Baltimore são uma típica família de uma pequena e pacata cidade norte-americana. Tudo muda para eles quando o filho mais velho, David, com 15 anos de idade, passa em primeiro lugar no Concurso nacional de Superinteligentes do Governo Americano. Reconhecido como o novo grande gênio da nação, ele é contratado pelo governo para uma carreira de cientista. Mas, em sua primeira missão, envolve-se em um misterioso acidente que o deixa entre a vida e a morte. Srta. Marshall, agente do governo, responsável pela missão, sente-se culpada pela tragédia. Max, o irmão mais novo de David, com a ajuda da Srta. Marshal, começa a investigar secretamente as circunstâncias daquele trágico e enigmático acontecimento. Na procura por respostas, eles se envolvem em aventuras perigosas, eletrizantes, e acabam descobrindo que, por trás de fatos aparentemente sem ligação, há uma trama cruel em curso. Como pano de fundo, ainda temos uma misteriosa lenda envolvendo um lago conhecido como Lago Dourado, que vai eleger nada menos do que o próprio Max para uma missão vital ao lhe transmitir o Poder da Luz: localizar e destruir o Agente Negro, que é o mentor intelectual desse complô maligno que está pronto para eclodir."

Max Baltimore é um adolescente, vive em Morangovilles, uma cidade conhecida pela tradição de cultivar morangos no estado da Virginia.

Ele vive com seus pais, Peter e Lisa e seus dois irmãos, David o mais velho da família e Peggy a caçula. 

A vida de toda família muda quando David é escolhido para o Concurso Anual de Superdotados do Governo Federal Americano.

Este é um projeto que seleciona três jovens com o QI elevado para formar novos cientistas.
E como se já não bastasse ser escolhido, constataram que David tem um QI mais alto que Albert Einstein! E então ele é denominado "Agente Zero". E então, enquanto David viaja em sua primeira missão junto com seu pai, Max visita o Lago Dourado, que possui uma lenda, e ele faz uma descoberta surpreendente!

O lago é habitado por um ser que revela à Max que ele, David e um rapaz chamado John, são os enviados do Poderda Luz, para combater a Fraternidade da Escuridão.
E como se já não bastasse tantas novidades, Max ganha poderes!

Será que Max conseguirá vencer  a Fraternidade da Escuridão e resolver todos os problemas?

Esse é um livro que eu posso dizer que foi surpreendente, eu o li sem expectativas e ele realmente mostrou para o que veio. 

O autor soube descrever bem os cenários e personagens, o que deixou a leitura mais leve.
Mas esse não foi um dos melhores livros que eu li, eu senti uma falta na questão principal que é a lenda do lago, e momentos meio impossíveis de acontecer.

Amei os vilões! Eles foram muito bem escritos e descritos.

Esse é aquele tipo de livro que você tem que ler para tirar suas conclusões sabe? Porque não adianta eu dizer que amei ou odiei, sendo que ele é complexo o suficiente para mudar diversas opiniões. 

Então leiam haha!



17 novembro

{Resenha #51} Adriana - Andréia Pontes

by , in
Oi, oi pessoas!
Bom, provavelmente nesse resto de mês teremos apenas resenhas, pois tenho leituras que foram se acumulando desde o dia 1. 
A resenha de hoje é de uma autora Nacional, venham comigo conhecer o mundo de Adriana!

Adriana




  • Sinopse: AQUI
  • Editora: LP -Books
  • Número de Páginas:368
  • Ano: 2012
  • Nota: 4/5
  • Onde comprar: AQUI






Adriana, ou Honey como é chamada pelos seus amigos, vive em Londres e ganha a vida trabalhando em uma boate junto com seus amigos Fernan, Gevy e Alex.

Desde pequena, ela não sabe o que é ter uma boa noite de sono, sempre tendo pesadelos que a impedem de descansar. Seu pai faleceu quando ela era muito jovem, e com isso ela aprendeu a se proteger de sua própria forma, não sabendo que nunca esteve sozinha.


Uma feira cigana está no parque e eles resolver ir lá, enquanto seus amigos querem se consultar com a Vidente, Honey não acredita nem um pouco nisso.

Quando chegam lá, Honey se depara com um cara lindo, alto de corpo escultural e cabelos loiros, ela fica encantada enquanto o vê dançar com as ciganas, mas havia algo errado com os olhos dele... com medo ela se afasta, mas quando menos espera se depara novamente com o cigano.

Ele insiste em leva-la para se consultar com sua irmã vidente, mesmo contra a vontade de Honey. 

E então começamos uma história, cheia de mistério, romance, vingança...

"- Deve ter muito cuidado com a noite. Existem coisas que saem para se alimentar quando escurece e eles a procuram. Cuidado com aquele que se diz amigo, pois ele lhe venderá para a morte. Confie naquele que se aproxima, pois irá garantir sua segurança. Não tem como fugir de seu destino, pois foi traçado antes mesmo do seu primeiro ancestral. [...]"

Você acredita em Vampiros? Adriana não acreditaVA. 

No inicio esse livro não me prendeu muito, mas ai a história começou a ficar animada, e mistérios e reviravoltas e então eu não consegui mais larga-lo.

A história é escrita cheia de mistérios e acontecimentos inimagináveis, os personagens cativam o leitor, são bem construídos e tudo acontece em seu tempo, nada é forçado ou rápido demais.

É um livro maravilhoso, e estou completamente apaixonada, principalmente pelo Morgan mesmo ele sendo frio, demostra sentimentos de sua forma, toda vez que ele aparecia eu suspirava. Ai, ai. 

O livro acaba com todas as explicações para os acontecimentos bem resolvidas, mas mesmo assim você vai querer mais haha!

E então você finalmente descobre, qual é o destino sombrio de Adriana.

O unico pequeno defeito do livro é alguns errinhos ortográficos, o que não interfere em nada na qualidade da história.

Um livro fantástico recomendado para todos!


15 novembro

{Sessão Pipoca #3} Jogos Vorazes - Em Chamas

by , in
Oi, oi pessoas!
Hoje dia 15 foi a estréia de Em Chamas no Brasil, e é claro que eu fui lá marcar presença nesse filme que eu esperei tanto.

O filme que está com uma divulgação excepcionalmente incrível! No cinema que eu fui haviam muitos posters por todo o shopping! Posters lindos (que eu queria roubar pra mim hehe).
E como se já não bastasse os lindos posters encantadores, nos cinemas CineArt tem uma super promoção!
Na compra de dois refrigerantes de 500ml e uma pipoca grande, você ganha um copo do filme! O copo é gigante! E tem efeitos 3D incríveis.         Adivinha quem já está com o seu copo em mãos?Vejam que legal, no meio da frase "Toda revolução começa com uma faísca" aparece um raio quando você meche o copo.
Agora vamos falar do filme!
-Lembrando que isso é apenas um comentário, e não uma resenha.-
Magnifico é a palavra correta para descrevê-lo. Um filme incrível, com grandes atores e uma trilha sonora de tirar o folego, Em Chamas tem tudo para ser um sucesso! Na verdade, ele já é um sucesso. 
As cenas são bem condizentes com as do livro, o que faz com que torne tudo mais emocionante. É obvio que eles cortam muitas coisas, mas as cenas do filme foram muito bem feitas. 
A matança foi diminuída e temos mais diálogos, e estratégias.
E quase sempre é frisado que: Viver em Panem não é legal, os Jogos Vorazes não são legais, e isso tudo na verdade é muito cruel.
Em Chamas é uma boa sequência e é bem melhor que Jogos Vorazes! 
No final se cria aquela tensão e expectativa para A Esperança part 1.
"As fagulhas se acendem, as chamas se espalham e a capital quer vingança. Toda revolução começa com uma faísca."

Acho que o que faz esses filmes/livros serem tão perfeitos, é o fato de que eles retratam um futuro que talvez pode acontecer. E talvez nem tão distante como imaginamos. Uma nova era de injustiças e crueldades, se continuarmos a viver como se nada nos incomodasse. 
Lembre-se sempre quem é o inimigo.



13 novembro

{ Resenha #50} Paraíso - Deyse R Nicoli

by , in
Oi, oi pessoas!
Quem aqui curte um bom romance?
A resenha de hoje é de um livro muito lindo e romântico! Paraíso.

Paraíso

Editora: Novo Século 
Nº de pag: 397
Ano: 2012
Nota: 4/5
Onde comprar: AQUI

"Está é a história de uma mulher como muitas outras. Marcada por suas tragédias pessoais, cansada, sem expectativas ou sonhos, Débora deixa sua família e parte em busca de uma nova vida. Sua fuga a levará a um lugar distante de tudo o que ela conhecia. Uma grande fazenda, localizada na pequena cidade de Vila Paraíso. O lugar a surpreende de diversas maneiras. A paisagem é de tirar o fôlego, o novo trabalho é tudo o que ela precisava, e as pessoas, a extensão de sua própria família. Tudo parecia perfeito, mas Marcos, um dos donos da fazenda, vai macular a perfeição desse Paraíso. Ele fará de tudo para afastar Débora de sua fazenda, transformando a tranquilidade de sua nova vida numa sucessão de acontecimentos surpreendentes e angustiantes. Os dois irão travar uma batalha visando proteger suas feridas e esconder as cicatrizes que carregam dentro de si. Porém, um poderoso sentimento surgirá entre eles, fazendo-os abandonar seus princípios e questionar sua própria sanidade. Poderá esse sentimento apagar todas as cicatrizes que eles carregam?"


Débora é uma mulher com um passado marcado por dor, por esse motivo acabou se tornando uma pessoa fechada, que não acredita no amor. 

Ela resolve ir para Vila Paraíso dar aulas em uma pequena escola que fica dentro de uma fazenda, e lá percebe o quanto a cidade é linda e as pessoas mesmo com uma boa condição financeira são humildes.

Lá ela é hospedada na própria sede da fazenda pelos proprietários Dona Carmem com seus filhos, Leo, Max e Marcos. 

Ela é muito bem recebida por quase todos com exceção de Marcos. Isso não seira nenhum problema, se o cara não fosse lindo e encantador. “Wolverine”.

E é então que começa a confusão na vida de Débora, ela que já saiu de um relacionamento complicado não deseja entrar em outro e  tenta evitar Marcos, mas é impossível. E em pouco tempo ela já sabe que está completamente apaixonada por ele.

E então embarcamos em um clássico romance de amor e ódio.

Esse livro é um romance maravilhoso (para os amantes de romance), mostra como duas pessoas podem se ajudar e superar juntas um trauma dando uma nova chance para o amor.
Marcos, assim como Débora também sofreu muito, mas quando a conhece se encanta, mas não querendo que isso aflore monta uma batalha entre seus sentimentos e seus medos.

E então eles vão vivendo de forma complicada, entre idas e vindas.

Marcos é um homem que encanta qualquer mulher, e Débora, é uma parte de uma mulher que existe em cada uma do mundo. Ambos são orgulhosos, mas o amor consegue enfrentar essa e tantas outras barreiras. 

Todos os personagens são apaixonantes e cativantes. O lugar onde a história acontece é muito bem descrito, e você realmente consegue sentir e imaginar cada cena descrita.

Marcos vai conseguindo quebrar as barreiras de Débora aos poucos.

Acho que Débora retrata um pouco do que cada mulher tem dentro de si. Essa insegurança que muitas vezes nos impede de viver.

Um dos personagens que mais me divertiu foi Léo, o irmão caçula da família. Ele é super descontraído, brincalhão e mulherengo, mas que tem um coração apaixonado e sincero, e ele é muito importante nessa superação de Débora.

A escrita de Deyse é muito boa, flui naturalmente pois é bem leve. 

Se você gosta de um bom romance, esse com certeza é um livro que você deveria ler. 

Caso você não goste, tente ler, pois quem sabe ele não muda sua opinião sobre o gênero?!



11 novembro

{Resenha #49} Paganus - Simone O. Marques

by , in
Oi, oi pessoas!
Hoje eu venho aqui com a resenha de um livro nota 1000! E eu tive o prazer de ir conversar com a autora depois de terminar de lê-lo!
Ai, ai suspiros eternos.
Vamos à resenha de Paganus! 

Paganus
                      
        

                                         Editora: Literata
                             Páginas: 343
                                   Ano: 2008
                                     Nota: 5/5

Portugal, 1673. Duas mulheres celtas e um bebê recém-nascido enfrentam a perseguição da Igreja contra hereges pagãos. Obrigadas a deixar sua aldeia, ajudadas por um jovem cristão, partem em busca de um lugar onde possam cultuar seus deuses livremente. Em meio a sua fuga descobrem que a Grande Mãe tem uma missão para eles e que os levará a lugares inesperados e a uma desconhecida Terra Nova. 





Romance de época ambientado em Portugal.

Diogo e Douglas são irmãos gêmeos idênticos, mas parecidos só fisicamente mesmo, pois ambos carregam essências completamente opostas.

Quando o pai deles faz um tratado com a igreja para eliminar os Pagãos que estão próximos a vila, Douglas vê a oportunidade de fazer valer sua força e impressionar seu pai, enquanto Diego se pergunta onde Deus concorda em toda essa injustiça.

Adele é filha de uma poderosa  Sacerdotisa da Grande Mãe, está grávida e carrega em seu vente o que muitos acreditam ser a forma de vingança contra todos que dizem que suas crenças são do demônio. Quando está quase ganhando seu bebê, Adele vê seu noivo sendo assassinado por Douglas, e Diogo com pena salva Adele e sua mãe das mãos de seu irmão.

E então embarcamos em uma grande aventura, enquanto Diogo tenta esquecer seu passado e fazer do novo lugar onde mora seu lar.

E é com o crescimento de Danieli, filha de Adele que a história começa a embarcar no rumo inicial, e quem sabe ela não veio realmente em uma missão?

Vamos falar desse livro incrível!

Paganus está entre as minhas melhores leituras de 2013 com certeza! Eu amo livros de época, eu amo!

O livro retrata muito bem o que acontecia antigamente. As caçadas religiosas, a imposição de algo à força, sentença de morte por acreditar em algo que segundo outros é errado. 

 Ou se é cristão, ou se é queimado, assassinado, torturado.

No fim, todos acreditamos na mesma coisa, só que de modos diferentes.

"Este é um mundo feito para os homens… e nos cabe fingir que somos inferiores, mas nunca deixá-los dominar nossos espíritos."

Tem uma história completamente cativante e envolvente, que te faz querer sempre mais, e nunca parar de ler, você se apega aos personagens, admira, apaixona-se e tudo isso faz com que a história se torne mais incrível. 

Acontecem algumas coisas que fazem você odiar certo personagem, porém você percebe que tudo aquilo era extremamente necessário para que a história continuasse com seu objetivo inicial, para que no final tudo se encaixe. 

Eu cometi um erro e me apeguei à muitos personagens o que me fez sofrer, mas superarei (eu espero haha).

Já disse que Diogo é meu mais novo marido literário? Ele é perfeito!

Há tempos que não lia sobre um amor tão intenso, verdadeiro, capaz de passar por todas as dificuldades, qualquer preconceito... Para simplesmente dar certo. 

Eu quero parabenizar primeiramente a autora, por essa obra incrível, com uma história magnífica, diagramação e capa impecáveis! É impossível colocar um defeito nesse livro.

Recomendo muito, para todos! Vale muito a pena.


A autora Simone Marques já assinou com quatro editoras, estando atualmente com a Literata. Isso que é talento em?!
Você pode comprar esse livro e outros da autora em: http://simoneomarques.blogspot.com.br/


Post Top Ad

Instagram