Post Top Ad

{Resenha #12} A Maldição do Tigre - Colleen Houck

Páginas: 352
Editora: Arqueiro
Ano de Lançamento: 2011
Nota: 5/ 5
Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração – um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia.


Primeiro de tudo vamos falar daquilo que eu sei que você olhou primeiro: Que capa magnifica! Esse livro é com certeza o livro mais bonito da minha estante. E pra você que está pensando “Há, julgando o livro pela capa” pois  eu digo caros amigos, vale muito a pena julgar esse livro pela capa porque tanto a capa quanto a história são incríveis.

Depois de ler livros sobre anjos, vampiros, bruxos e tudo mais que existe de sobrenatural por ai cheguei a A Maldição do Tigre um tanto por engano. 

Eu iria comprar Nárnia, mas não tinha e eu achei A Maldição do Tigre superinteressante (capa, capa, capa rsrs).

A autora saiu do comum, ela não foi para os cenários comuns que vemos nos livros ela resolveu nos levar para a Índia. E é tudo tão interessante porque ela realmente explica as tradições, costumes, comidas e coisas que as pessoas de lá costumam fazer. Eu acho lindas as partes que eles usam palavras como Iadala (querida) e coisas do tipo.

O livro começa com uma entrevista de emprego feita pela personagem principal, e isso já te deixa sabendo resumidamente um pouco sobre a vida dela.

Kelsey é uma garota bem comum, ela perdeu seus pais e é adotada por uma família meio louca. (Acreditem eles não comem chocolate  ‘-‘ e nem nada dessa gordisses maravilhosas) e para  conseguir dinheiro para pagar a faculdade ela resolve procurar um emprego. (voltamos a primeira cena do livro) e ela consegue em um Circo, onde ela terá que alimentar os cachorros e o tigre por duas semanas. (O que não é verdade já que ela faz de tudo lá).

O tigre que ela tem cuidar não é um tigre comum. É um lindo tigre branco chamado Dhiren. E claro que ela fica encantada com ele. Um dia ela resolve passar a mão no tigre (claro, toda pessoa normal e em sã consciência tem vontade de passar a mão em um enorme tigre branco.)

O tempo nesse emprego temporário está acabando e de repente aparece  Sr.Kadam um  comprador da Índia que veio para levar o Ren, e ele oferece a Kelsey a oportunidade de ir levar o tigre e também receber muito bem pra isso. E como ela ama o tigre (e o dinheiro que vai receber) ela aceita. 

Nessa viagem acontece muitas coisas, um príncipe aparece  e um tigre some, um tigre aparece e onde está o príncipe? Espera... e esse tigre negro de onde ele saiu?

E a partir desce momento,  uma fantástica jornada para quebrar uma maldição começa! 

Ren é um personagem simplesmente encantador, eu olho pra ele e penso “Marido literário”. Carinhoso, cuidadoso ele é perfeito gente.

E como todo romance tem que ter aquele momento insuportável quando a personagem principal se sente insegura em relação ao bonitão, não é diferente em A Maldição do Tigre. Essa parte me irritou tanto que eu queria entrar no livro e socar a Kelsey até ela perceber o quão ela está sendo idiota.

É um livro muito bom, muito bem escrito cheio de cultura e curiosidades, tem personagens para todos os gostos. A escrita flui naturalmente e quando você percebe puft! O livro chegou ao fim te deixando curioso e ansioso pela sua continuação. (e que continuação em ai ai)

É isso eu recomendo muito esse livro pra vocês, sério.

É um livro digno de cinco estrelas, minhas aulas de história nunca mais foram a mesma coisa haha.

A autora se inspirou na saga Crepusculo para criar os livros.

2 comentários:

  1. Não comer chocolate é realmente ser louco. rsrs
    Estou querendo essa série, mas acabo comprando outros livros no lugar. E sim, essas capas são super bonitas.


    Lucas / Era uma vez...
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler esse livro, mas como o comentário acima tmb compro outros livros no lugar kkk

    http://lerparaesclarecer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Instagram